Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

O que esperar da 2ª temporada da melhor série de herói da Netflix

Krysten Ritter e a produtora Melissa Rosenberg falam, em vídeo exclusivo para o MdeMulher, o que esperar da segunda temporada de "Jessica Jones"

Por Ligia Helena Atualizado em 17 jan 2020, 08h04 - Publicado em 1 mar 2018, 11h58

A parceria da Marvel com a Netflix deu origem a seis séries de super-herói transmitidas pela gigante do streaming: “Demolidor“, “Jessica Jones“, “Luke Cage“, “Punho de Ferro“, “O Justiceiro” e “Os Defensores“. Finalmente, depois de quase dois anos e meio de espera, a melhor delas chega a segunda temporada. A investigadora Jessica Jones volta a ação, depois de derrotar seu maior inimigo, Kilgrave.

“Jessica Jones”, a série, é tão maravilhosa porque não se limita a embates entre o bem e o mal. A personagem-título é cheia de nuances, e é interpretada com brilhantismo por Krysten Ritter: ela realmente consegue misturar poder e fragilidade em uma pessoa só, atormentada por traumas e abusos do passado.

A série volta para a segunda temporada tendo de mostrar que não depende do carisma do vilão Kilgrave (David Tennant). Jessica eliminou seu maior inimigo, mas tem mais desafios a encarar: um novo vilão, Will Simpson (Wil Traval), que ameaçou Trish (Rachael Taylor) na primeira temporada, e os mistérios de seu passado – como ela adquiriu os poderes que tem? O que realmente aconteceu depois do acidente com a família dela?

Em um vídeo divulgado com exclusividade para o MdeMulher, Krysten Ritter, Rachael Taylor e a produtora Melissa Rosenberg falam sobre o trabalho que desenvolveram juntas na segunda temporada. “Nunca houve uma super-heroína assim. Ela é forte, vulnerável, e apesar de tudo pelo que está passando, ela ainda luta (…) na série lidamos com dificuldades e emoções reais. É emocionante de atuar e de assistir”, afirma Krysten.

https://www.youtube.com/watch?v=OVKocsBe5Nk&feature=youtu.be

Já Melissa chama a atenção para o fato de que todos os personagens estão lidando com questões como “quem sou eu? Como me encaixo no mundo?”. E defende que, apesar de “Jessica Jones” ser uma série estrelada, muitas vezes dirigida e produzida por mulheres, a trama não fala apenas sobre mulheres, mas sobre como ser um ser humano no mundo.

A segunda temporada de “Jessica Jones” chega a Netflix no dia 8 de março, não coincidentemente Dia Internacional da Mulher. Recomendamos a maratona!

Continua após a publicidade
Publicidade