Clique e assine com até 75% de desconto

Jessica Chastain: “gostaria de fugir dessa ideia de ‘sex symbol”

Ativista contra a cultura machista, a atriz Jessica Chastain deseja uma mudança profunda na sociedade

Por Ana Flavia Monteiro Atualizado em 20 jan 2020, 20h32 - Publicado em 15 fev 2017, 12h25

Em recente entrevista à revista norte-americana W Magazine, a atriz Jessica Chastain criticou a maneira de como as mulheres são vistas na sociedade.

“Na nossa sociedade, as mulheres são valorizadas por sua atração sexual”, disse. “Eu gostaria que pudéssemos fugir dessa ideia de ‘sex symbol’ e do que a beleza realmente é. Na verdade, esse sex appeal é a coisa mais distante da beleza que existe, porque é baseado em maquiagens poderosas e cabelos volumosos e ‘sexies”.

A atriz, que participou da Marcha das Mulheres, luta ativamente contra essa cultura machista e se pronuncia em diversas entrevistas. No clique postado na Marcha disse: “O direito das mulheres são os direitos humanos e vice versa. Nós devemos criar uma sociedade na qual as mulheres – incluindo negras, indígenas, pobres, imigrantes, muçulmanas, lésbicas e trans – sejam livres e capazes de cuidar de suas famílias, independente de como são formadas, em ambientes seguros e saudáveis.”

View this post on Instagram

'Women’s Rights are Human Rights and Human Rights are Women’s Rights. We must create a society in which women – including Black women, Native women, poor women, immigrant women, disabled women, Muslim women, lesbian queer and trans women – are free and able to care for and nurture their families, however they are formed, in safe and healthy environments free from structural impediments.' – @womensmarch Regram @vanityfair 📸by @derekblasberg #nastywomenmakehistory

A post shared by Jessica Chastain (@jessicachastain) on

Continua após a publicidade
Publicidade