Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Jennifer Garner quebra o silêncio após divórcio de Ben Affleck: “Ele é o amor da minha vida”

A estrela comentou os detalhes da separação: desde a história envolvendo a babá dos filhos até como se sente em relação ao término

Por Redação CLAUDIA Atualizado em 27 out 2016, 20h42 - Publicado em 26 fev 2016, 17h12

Jennifer Garner falou publicamente pela primeira vez sobre seu divórcio de Ben Affleck. “Foi um casamento real”, ela disse a uma revista norte-americana. “Não era apenas na frente das câmeras. E foi uma grande prioridade para mim”.

Pouco depois de anunciar sua separação em junho de 2015, começaram a surgir boatos sobre um suposto caso entre Affleck e a babá da família. Contrariando todos eles, Jennifer afirmou que a moça nada teve a ver com a decisão pelo término. “Nós já tínhamos nos separado há meses quando ouvi falar sobre a babá”, disse. “Ela não era uma parte da equação”.

A atriz admite que uma das partes mais difíceis do processo foi explicar aos seus três filhos: Violet, Samuel e Seraphina. “Não é bom para os seus filhos que a babá desapareça de suas vidas”, argumentou. “Eu tinha que conversar sobre o significado de ‘escândalo'”.

Inclusive, a celebridade contou que foi muito difícil manter a família afastada da cobertura da imprensa. “Um dia, eu liguei na CNN e lá estávamos nós”. A partir daí, decidiu se calar: “Fiz um juramento de silêncio comigo, no verão passado, para realmente ficar offline”. 

A atitude não foi bem vista por Ben Affleck, que chegou a dizer que a ex-esposa não se importava. Mas, segundo ela, era “o oposto”. Foi por estar machucada e se importar demais que decidiu ter um tempo para si.

Apesar do sofrimento, ela não enxerga com maus olhos o tempo que passaram juntos. “Eu gostaria de voltar e refazer essa decisão. Corri até a praia na direção dele e iria novamente. Você não pode ter três bebês e muito do que tínhamos. Ele é o amor da minha vida”. E continuou: “O que eu posso fazer sobre isso? Ele é a pessoa mais brilhante em qualquer ambiente, o mais carismático, o mais generoso. Ele é apenas um cara complicado. Eu sempre digo: ‘Quando seu sol brilha em você, você sente isso. Mas quando o sol está brilhando em outros lugares, tudo fica frio'”, arrematou Garner. 

Continua após a publicidade
Publicidade