CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Isabelly Morais: quem é a 1ª mulher brasileira a narrar a Copa na TV

Com apenas 20 anos, a mineira Isabelly Morais fez história na Rússia durante o jogo de estreia da Copa 2018.

Por Júlia Warken Atualizado em 16 jan 2020, 12h54 - Publicado em 18 jun 2018, 12h47

Dentro e fora de campo o machismo ainda impera no Brasil quando o assunto é futebol. O nosso país é fanático pelo esporte, mas só quando há homens em campo e, nos estádios, as jornalistas ainda têm dificuldade de trabalhar em paz. Entre os profissionais que narram os jogos, o cenário não havia de ser diferente.

A passos de formiga, as coisas estão mudando, o que já é um começo. Na semana passada, durante o primeiro dia da Copa 2018, Isabelly Morais fez história ao torna-se a primeira mulher a narrar um jogo do Mundial na televisão brasileira. O feito aconteceu no embate entre Rússia e Arábia Saudita, pela Fox Sports 2.

No último domingo, Isabelly comandou a primeira equipe totalmente feminina a narrar e comentar um jogo da Copa, na partida entre Brasil e Suíça. A transmissão foi feita ao lado da comentarista Vanessa Riche da goleira da seleção feminina, Bárbara Barbosa.

A narradora que fez história tem apenas 20 anos, é jornalista e nasceu no interior de Minas Gerais, em Itamarandiba. Ela e outras duas mulheres foram contratadas como narradoras num concurso da Fox Sports, organizado por Vanessa Riche. As outras selecionadas – Renata Silveira e Manuela Avena – também já marcaram presença nessa Copa do Mundo, narrando outros jogos. 

View this post on Instagram

A partir de 14h, uma transmissão de mulheres em Brasil x Suíça no Fox Sports 2. Estou com @vanessariche e @barbaragol1. O Brasil vai estrear na Copa às 15h, e estamos esperando por vocês!

A post shared by Isabelly Morais (@isabellymrf) on

Mesmo jovem, Isabelly já trabalhava como narradora e, em novembro de 2017, foi a primeira mulher a narrar um jogo de futebol em Belo Horizonte, pela Rádio Inconfidência. Na época, ela fez sua estreia durante uma partida da Série B do Brasileirão. E a moça mostrou a que veio, pois, poucos meses depois, viria a narrar uma partida do maior clássico do estado: Cruzeiro e Atlético Mineiro.

Sobre a estreia na TV, Isabelly comemora o feito histórico e também a oportunidade de ter narrado um jogo cheio de gols. “Foi muito importante e marcante ter entrado para a história com uma narração feminina. Fico feliz por ter narrado cinco gols logo na minha estreia. Narrador vive de gols e, logo de primeira, em uma partida que ninguém esperava tantas bolas na rede, tive essa felicidade de estrear na TV com o pé direito”, disse a Folha de Pernambuco

Continua após a publicidade

Publicidade