Helen Mirren volta à TV como Catarina, a Grande

A atriz vencedora do Oscar estréia na TV como a imperatriz russa em uma série da HBO

Uma vez rainha, sempre majestade. A atriz britânica Helen Mirren volta à TV em uma super-produção da HBO sobre a Imperatriz russa, Catarina, a Grande. A monarca, cuja vida já rendeu vários livros e mini-séries, entrou para a História como uma governante brilhante e com uma vida sexual apimentada.

Mirren, no entanto, defende que as histórias da voracidade sexual de Catarina, que inclui inúmeros amantes até a alegação de que teria tentado ter relações sexuais com um cavalo, são fruto do sexismo calúnia do século 18.  “É terrível como a História retrata mulheres bem-sucedidas e poderosas. É preciso destruí-las. As inacreditáveis conquistas que [Catarina]  alcançou foram ofuscadas pela mentira”, lamentou a atriz em uma entrevista ao jornal britânico The Sun.

 (Reprodução/Reprodução)

A imperatriz Catarina governou a Rússia por 34 anos e foi durante o seu reinado que o país se modernizou, se transformando em uma potência mundial. Era um período em que mulheres não tinham voz e Catarina foi abertamente moderna em relação a sua vida pessoal. Ela escreveu em seu diário que não sabia viver sem estar apaixonada, um comportamento feminino considerado inaceitável na época. Aos 67 anos morreu após sofrer um AVC (Acidente vascular cerebral)  em seu quarto, quando se arrumava para o café-da-manhã.  Porém, logo surgiu o rumor que a persegue até hoje, o de que ela teria morrido após um cavalo cair em cima dela durante o ato sexual. A lenda é tão forte que amigos da Mirren se preocuparam como o fato seria retratado na série.  Não será. “Tenho amigas feministas que me perguntaram ‘o que você vai fazer a respeito do cavalo?, o que claro, é uma calúnia absurda, uma das maneiras mais clássicas de diminuirem Catarina”, disse Mirren. “Na verdade, ela era super monogânima”, defendeu a atriz. “Se você avaliar a maneira com que Luiz XIV ou Henrique VIII viveram, o comportamento deles [com muitas amantes e mulheres] era aceito. Catarina teve entre quatro ou cinco relacionamentos. Se comparada a uma mulher de hoje em dia, isso não é um número significativo”, defende.

 (HBO/Reprodução)

A série da HBO, com apenas 4 episódios, estréia dia 21 de outubro. A trama vai focar no final do reinado de Catarina e seu romance com o tenente Grigory Potemkin, interpretado pelo australiano Jason Clarke. .

%d blogueiros gostam disto: