Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Globo exibe os vídeos sobre polêmica de Rodrigo, família acusa manipulação

Participante do BBB19 foi acusado nas redes sociais por tentar roubar um beijo de Rízia, vídeos tentaram esclarecer o caso.

Por Fábio Garcia - Atualizado em 15 jan 2020, 23h14 - Publicado em 1 mar 2019, 08h25

Após forte repercussão negativa ontem (28) a respeito de um suposto assédio de Rodrigo no BBB19, a Globo se viu obrigada a exibir todos os vídeos possíveis sobre a festa que rolou, inclusive alguns que não haviam aparecido nas redes sociais. Embora ainda não se possa afirmar com certeza o que aconteceu (até porque necessitaria de um depoimento de Rízia, a vítima no caso), fica claro que houve uma manipulação nas redes sociais para queimar o brother.

Nos vídeos exibidos pela Globo, Rízia pede uma bebida para Rodrigo e Alan, que cobram um beijo de brincadeira. A sister se aproxima, achando que seria um selinho, mas Rodrigo coloca a língua pra fora da boca. Rízia se afasta, percebendo a brincadeira do amigo. Em outro momento, no quarto, ela comenta sobre essa brincadeira de Rodrigo, e Hariany pergunta se ela achou aquilo uma palhaçada. Rízia concorda. Depois, em outro momento, Rodrigo se aproxima de Rízia e questiona por que ela beijou “o galego” e ele não. Os vídeos, exibidos na ordem pela Globo, estavam picotados e fora de ordem quando foram replicados nas redes sociais.

Os posts acusando Rodrigo de tentar beijar Rízia contra sua vontade ganharam força principalmente com perfis que se identificam como torcida de Paula e Hariany. Diante das acusações e vídeos editados, o perfil de Rodrigo nas redes sociais (cuidado por sua família) chegou a pedir desculpas pelo comportamento do brother.

Após a exibição dos vídeos completos no programa da última quinta-feira (28), a situação mudou e o perfil oficial do brother acusou a “edição maliciosa, que visava destruir a imagem do Rodrigo” propagada nas redes sociais.

Os perfis de outros brothers também se posicionaram a favor de Rodrigo nesse caso, como foi o caso de Gabriela, Danrley e Elana:

Continua após a publicidade

Continua após a publicidade
Publicidade