Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Famosos criticam liminar que permite reorientação sexual

"Estou devastada", disse Anitta ao comentar a polêmica decisão.

Por Priscila Doneda Atualizado em 17 jan 2020, 15h49 - Publicado em 19 set 2017, 13h46

Em 15 de setembro, a Justiça Federal aprovou, em caráter liminar (ou seja, provisório), que psicólogos podem oferecer terapias de “reorientação sexual” aos seus pacientes. A partir da medida, esses tratamentos não podem mais ser censurados pelo Conselho Federal de Psicologia (CFP).

Eles foram proibidos pela instituição em 1999, há quase duas décadas, com um atraso de nove anos em relação à determinação da Organização Mundial da Saúde (OMS), que, em 1990, excluiu a homossexualidade da lista de doenças existentes. Sobre a decisão do juiz Waldemar Cláudio de Carvalho, o CFP informa que o processo está em sua fase inicial e afirma que vai recorrer.

Com a grande repercussão sobre a polêmica decisão, muitos artistas se manifestaram e criticaram a liberação. “Deus, cure a doença da cabeça do ser humano, que não enxerga os verdadeiros problemas de uma nação”, pediu Anitta em um vídeo no Instagram. 

A cantora não foi a única famosa a se posicionar contra a liminar. Carol Duarte, que interpreta Ivan em “A Força do Querer“, Fernanda GentilPabllo Vittar, Ivete Sangalo e Preta Gil foram algumas das celebridades que também não se calaram.

Confira o que os famosos estão falando sobre o assunto:

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

// NÃO SOMOS DOENTES 🌈

A post shared by Pabllo Vittar (@pabllovittar) on

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

É isso.

A post shared by Gretchen Oficial (@mariagretchen) on

https://www.instagram.com/p/BZNDUM6gLa5/

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Juntemos as vozes. #TFA🌈

A post shared by Pra Sempre (@lulusantosoficial) on

View this post on Instagram

Continua após a publicidade

Quando eu me deparo com muita estupidez – uma triste característica humana – eu preciso de uma paisagem como essa para voltar a acreditar que existe saída para um pensamento estreito. Voltando de viagem ontem, dei uma olhada no noticiário e mais uma vez, desanimei. Na guerra infinita entre ignorância e luz, tem horas que parece mesmo que a primeira está vencendo. De tempos em tempos é assim. Aí eu fui buscar conforto nessa paisagem de Galápagos. A Natureza sempre nos acalma. Somos filhos dela – e, como ela é sábia, só posso ter esperança de que a gente tenha herdado alguma coisa dessa nossa mãe. Ontem mesmo li um artigo muito lúcido (de Andrew Sullivan, na "New York Magazine" – "America wasn't built for humans", se você quiser procurar) que defende a ideia de que estamos voltando para o tribalismo primitivo como sociedade – o que seria uma catástrofe para a civilização. Eu acredito que nós merecemos mais que isso. Que não somos capaz de julgar – e muito menos condenar – os outros apenas com um Twitter preguiçoso. Tem que haver uma saída pra tanto ódio e tanta, repito, ignorância. Tenho que acreditar que estamos caminhando para a luz. Mas até a gente chegar até lá, que bom que a própria Terra boa oferece espetáculos como esse, essa "catedral de pedra" em Galápagos – para que a gente não deixe de ter fé na beleza do mundo. Pensamento forte – que espero que mexa com sua terça-feira! Um ótimo dia pra você.

A post shared by Zecão (@zecacamargomundo) on

https://www.instagram.com/p/BZNOAL2HEHf/

Continua após a publicidade
Publicidade