Clique e assine com até 75% de desconto

Ex-BBB Francieli é exonerada do Tribunal de Justiça

A primeira eliminada do BBB15 deixou o cargo de auxiliadora criminal

Por Emilãine Vieira Atualizado em 22 jan 2020, 01h23 - Publicado em 20 mar 2015, 10h53

A rápida passagem pelo BBB15 teve consequências conturbadas para Francieli. A ex-sister pediu exoneração do cargo de conciliadora criminal no Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul e teve a solicitação atendida no último dia 11.

Ao entrar no reality show, Francieli foi afastada do cargo por usar a sala de audiências do trabalho para gravar um vídeo sobre sua participação no programa. O espaço teria sido cedido para uma entrevista ao Encontro com Fátima Bernardes falando sobre concursos. Na ocasião, o TJRS afirmou que o afastamento se dava por “desatender aos deveres de lealdade e boa-fé previstos no Código de Ética da função”. A assessoria da ex-sister afirmou que a solicitação havia sido realizada pela Rede Globo e não pela participante.

Francieli foi a primeira eliminada da edição após receber 58% dos votos no paredão contra Douglas. Um dos principais motivos para ter sido votada pelos companheiros de confinamento foi a afirmação, em seu vídeo de apresentação, de que sua tática seria “fazer aliados e depois queimar todo mundo”. Marcos, que entrou no programa substituindo um participante desistente, assistiu às vinhetas e declarou para a casa que Francieli teria dito que ia “fazer aliados e depois dar facadas nas costas de todos”. Fora da casa, a gaúcha afirmou que a produção havia errado ao colocar alguém com informações sobre os participantes.

Também eliminados do BBB15, Rafael e Talita assumiram o namoro e estão curtindo o romance.

Paulo Belote/TV Globo
Paulo Belote/TV Globo

Continua após a publicidade
Publicidade