Clique e assine com até 75% de desconto

Em Família: Surtado, Laerte abandona Luiza em pleno altar

Ao entrar na igreja, ele vê a jovem com o vestido de noiva e o colar da fênix de Helena e foge enlouquecido.

Por Redação M de Mulher Atualizado em 15 jan 2020, 04h17 - Publicado em 9 jun 2014, 21h00

Laerte volta a ser o moleque mimado e ciumento da infância
Foto: TV Globo/Divulgação

Uma reviravolta está para acontecer na novela Em Família. Isso porque Laerte (Gabriel Braga Nunes) passará a tratar Luiza (Bruna Marquezine) como sua propriedade, sufocando-a completamente.
Tudo começa quando Helena (Julia Lemmertz), recém-separada de Virgílio (Humberto Martins), toma um porre e vai atrás do ex no hotel onde ele está hospedado. Detalhe: ela está usando apenas um sobretudo por cima da lingerie. Ao abrir a porta, Virgílio se surpreende quando Leninha abre o casaco. Sexy e assanhadinha, a amargurada do Leblon volta a ser a Helena do passado e leva o maridão para a cama. “De-lí-ciaaa!”, como diria ele entortando a boca.
 
No outro dia, Leninha não se lembra de nada, mas resolve que quer voltar a viver com Virgílio. Ele se mostra receoso e pede para a mulher não fazer nada de que se arrependa depois. Helena, contudo, vai para casa e, com a ajuda de Rosa (Tânia Toko), queima todos os pertences de sua caixa de lembranças. Menos o vestido de noiva que usou no quase casamento com Laerte e o colar da fênix. “Esses dois objetos terão outro destino”, afirma Leninha à empregada.
 
Mais tarde, Helena procura Virgílio e mostra uma urna dizendo ao esposo que cremou seu passado para sempre. Os dois ficarão namorando por um tempo, sem que Virgílio volte para seu lar, e assim apimentam a relação. Só que o escultor acaba se mudando para Goiânia, e o casal passa a namorar por telefone.
 
A “nova” Leninha manda Rosa levar o vestido de noiva ao tintureiro e, depois, entregá-lo no apartamento da filha. Ao receber a encomenda, a jovem se surpreende e afirma a Sandra (Roberta Almeida): “Deve ser um tipo de trégua por parte de minha mãe!”
 
Curiosa, Luiza experimenta o vestido. Nesse exato momento, Laerte chega ao apê da namorada e quase desmaia ao vê-la vestida como Helena. O flautista “volta” ao passado e escuta ecos de gritos acusando-o de assassino!
 
Ao ver o noivo branco como papel, Luiza o socorre. Laerte pede desculpas e explica que ver a filha com o mesmo vestido da mãe foi como retornar à data fatídica de quando foi preso.
 
A partir daí, o músico se transforma ainda mais em um homem ciumento, grosseiro e possessivo, como Helena havia alertado a filha de que aconteceria. Ele começa a impedi-la de ver os amigos da faculdade e passa a ter crises histéricas de ciúme.
 
Dias mais tarde, Laerte propõe a Lu que façam um pacto de sangue, assim como fez com Helena na adolescência. E as palavras da mãe explodem na cabeça de Luiza, que começa a ficar ressabiada quanto à maluquice do artista, mas não dá o braço a torcer.
 
Acontece uma passagem de tempo de seis meses…
 
O casamento de Lu e Laerte está cada vez mais próximo. E, no dia da cerimônia, Helena entrega a Luiza o colar da fênix e faz as pazes com a filha: “Não concordo com sua união com esse maldito, mas espero que eu esteja errada, e que ele a faça feliz!”
 
Na hora H, com a igreja lotada de parentes e amigos, o noivo espera Lu no altar. E ela entra linda e vestida como? Com o vestido e o colar que pertenceram a Helena! Alucinado, o flautista abandona a futura esposa no altar e foge do local, deixando Luiza completamente transtornada. Helena assiste à cena radiante, pois conseguiu impedir o “sim” da filha a seu eterno amor. Plano macabro, hein, Leninha?
Publicidade