Em Família: Laerte e virgílio acertam as contas

Os colegas de infância se encontram, lembram dos problemas do passado e saem no tapa.

Os rivais não se entendem mesmo. Foto: TV Globo/Divulgação

Em Goiás, Virgílio (Humberto Martins) vê a porta aberta e entra na casa de Laerte (Gabriel Braga Nunes), onde, no passado, os dois se enfrentaram na despedida de solteiro do músico. E, assim que um dá de cara com o outro, o clima pesa.
 
Laerte não gosta da invasão e provoca o colega de infância, referindo-se a Helena (Julia Lemmertz) como Leninha. “Helena! Leninha é para mim, para você é Helena!”, grita o artesão. E vai mais longe! “Lembra quando você me dizia isso? Quando você me fazia repetir: ‘Helena, fala, repete: Helena!’ Lembra? E eu repetia, obedecia. Me sentia pequeno diante de você”, confessa o artesão.
 
Depois de guardar a sua revolta por 20 anos, Virgílio não para e segue provocando Laerte, dizendo que, para ele, o rival será sempre um canalha. O outro, claro, não deixa barato e dispara: “Mas não para a sua mulher, não para a sua filha!”Para quê?
 
Virgílio pega Laerte pela camisa e o suspende até o tronco onde ele bateu a cabeça há 20 anos e ameaça fazer o mesmo com o inimigo. E, ao ver que o músico procura pela espora que o feriu, o artesão é mais rápido e segura o objeto antes. “É isto que está procurando? Quer sentir a mesma dor que eu senti? Ficar com o mesmo sinal?”, diz. 
 
Em seguida, Virgílio passa a espora no rosto de Laerte, que, apavorado, empurra o ex- amigo com os pés. A partir daí, é um salve-se quem puder! Um bate tanto no outro que ambos saem da briga cambaleantes. E, claro, não falam para ninguém sobre o duelo, que vira um segredo deles.