CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Depois de discordarem no Altas Horas, Anitta e Pitty negam briga: “Sinto decepcionar os urubus”

As cantoras debateram a liberdade sexual feminina no programa que vai ao ar no sábado (6). Nesta quinta-feira (4), esclareceram os boatos pelo Twitter

Por Emilãine Vieira Atualizado em 14 jan 2020, 23h57 - Publicado em 4 dez 2014, 13h30

Está tudo em paz entre Anitta e Pitty, é o que as cantoras garantem. Depois de participarem das gravações do Altas Horas, as duas foram acusadas de terem entrado em pé de guerra ao discutirem a liberdade sexual feminina, tema da noite no programa.

As cantoras se pronunciaram no Twitter para desmentir os boatos. “Sinto decepcionar os urubus, mas não houve ‘briga’ alguma. Discordamos, debatemos, conversamos. E isso é bom. E outra, não tô aqui pra brigar com mulher. Tô aqui é pra brigar com o sistema que faz com que algumas reproduzam discurso machista sem saber”, declarou Pitty.

Anitta também acusou os rumores de apresentarem afirmações equivocadas sobre o seu ponto de vista do assunto. “Engraçado que em nenhuma das matérias que saíram agora explicando que não houve briga se explicou que minhas falas foram todas destorcidas. Eu seria a pessoa mais hipócrita do mundo de fazer uma coisa e dar discurso falando outra”, disse a cantora. Ela tem sido acusada de ter feito afirmações machistas.

A funkeira também esclareceu o que quis dizer com suas declarações. “Comentei a reação do homem diante do comportamento da mulher atual. Não disse que acho correto o homem fazer e acontecer e mulher não poder”, afirmou. “Todos têm direito de ter o comportamento que quiser. Desde que respeite o outro. E não deve ser desrespeitado por isso. Brigar com o outro por não ter opinião ou comportamento idênticos aos seus é o comportamento mais primitivo que eu conheço. Gostar de quem não tem opinião ou de quem concorda com tudo que você diz é muito fácil e preguiçoso. O desafio mesmo é respeitar e aceitar alguém mesmo que não seja do seu gosto”, completou.

Lados diferentes

Segundo o site oficial do Altas Horas, as duas cantoras discordaram em dois pontos principais. Confira:

“Acho que as mulheres lutaram tanto para ter os mesmos direitos do que os homens, que, quando conseguiram, quiseram tomar conta da situação e tomar o lugar do homem”, teria afirmado Anitta. “Só uma ressalva, nós ainda não temos os mesmos direitos”, rebateu Pitty.

A carioca então teria explicado que as mulheres têm dado mais em cima dos homens e criticou a atitude de algumas. “Acho que se a mulher não se respeitar, ninguém vai respeitá-la. Eu vejo um comportamento feminino que dá margem para o homem achar a coisa X ou Y”, disse. Pitty teria mostrado revolta. “O que se diz de uma mulher de respeito é diferente do que se diz de um cara de respeito, e isso me incomoda, porque as pessoas te olham rebolando no palco de roupa curta e acham que você está disponível. Se fosse um comportamento masculino ninguém questionaria”, replicou a rockeira.

Além delas, participaram da atração Danielle Winits, Marjorie Estiano, Fernanda Paes Leme e Maria Casadevall. O programa vai ao ar nesse sábado (6).

Marcos Mazini/Gshow
Marcos Mazini/Gshow
Continua após a publicidade
Publicidade