Após divórcio, Brad Pitt abandona maconha e álcool

Em entrevista recente, o ator finalmente quebra o silêncio sobre o fim do casamento com Angelina Jolie.

“Estou com meus sentimentos sob controle”, revela Brad Pitt em sua primeira grande entrevista após o dramático divórcio com Angelina Jolie. O ator deixou de lado o álcool e a maconha, e falou à “GQ Style” sobre o amor, a família e a fase complicada pela qual está passando.

Desde o fim do casamento, além de abandonar hábitos, Pitt vem adotando outros, novíssimos em folha – ele está atacando de escultor, cultivando um apreço especial pelo matchá, um chá verde japonês, acendendo sua lareira todo santo dia (“me faz sentir a vida”, diz) e agindo de forma cada vez mais calma, silenciosa e pensativa.

“Eu não quero mais viver desse jeito”, explica o ator sobre ter parado de beber. Para substituir o álcool, ele conta tomar suco de cranberry e água com gás. Parece até meio fitness, né? “Eu tenho o trato urinário mais limpinho de Los Angeles”, brinca. Essa é boa!

Essa fase tem sido sobre encarar minhas fraquezas e meus erros, e ser dono da minha própria vida”. 

Com uma vida cheia de mudanças aos 53 anos de idade, o mais curioso é que Pitt não considera estar passando por uma “crise de meia idade”. O divórcio com certeza fez, porém, que ele questionasse as coisas – inclusive a forma como ele sempre enxergou a família enquanto instituição.

“Eu cresci enxergando o pai como todo-poderoso, super forte – em vez de enxergar o homem e suas próprias dúvidas e batalhas pessoais”, ele conta. “O divórcio trouxe à tona o fato de que eu preciso ser mais que isso. Eu preciso ser mais que isso, para eles [os filhos]. Eu preciso mostrar a eles”.