Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

A grande diferença entre Beth Goulart e Neli

A atriz jura que não se mete na vida do filho, como sua personagem de Paraíso Tropical

Por Redação M de Mulher Atualizado em 21 jan 2020, 13h49 - Publicado em 23 out 2008, 21h00

Para Beth Goulart, Neli é uma mulher 
influenciada pela sociedade patriarcal
Foto: Renato Miranda/ Rede Globo

Neli, a personagem de Beth Goulart em Paraíso Tropical, vive em função das duas filhas. Bate de frente com uma, se mete na vida amorosa da outra… A atriz, de 46 anos, também não desgruda do filho, João Gabriel, de 24, com quem mora. Mas é bem menos “entrona” que Neli. “Até porque eu trabalho e tenho vida própria, né?”, diz. Separada do pai de João, o músico Nando Carneiro, há 20 anos, ela praticamente criou o filho sozinha, mas jura não ter ciúme da namorada do rapaz.

Neli é uma mãe muito complicada. Como é a relação com seu filho, João Gabriel?
Ele só me dá alegrias.Atualmente, João Gabriel está feliz da vida. Está com uma namorada há dois anos, a Lília, que acabou de fazer 18, e ele preparou uma festinha para ela… É a primeira namorada séria do João.As anteriores eram todas mais velhas e ele não as trazia tanto em casa.

Você sente um ciuminho de vez em quando?
Não. De jeito nenhum. Acho que é porque sou aquariana… Sou bem desapegada dessas coisas, deixo o João Gabriel livre. E me dou muito bem com a Lília. Foi uma filha que eu ganhei.

João Gabriel também segue a carreira artística como a mãe, os avós, os tios, a prima…?
Ele escreve para teatro e cinema. Essa peça que eu fiz agora, Quartett, a tradução é dele, que também fez a adaptação.Aliás, vou voltar em cartaz com esse espetáculo, em São Paulo, quando a novela acabar. Nós temos esse amor pelo teatro em comum. Ninguém lá em casa faz arte para ganhar dinheiro. Às vezes, até dá dinheiro, sim, mas a gente paga muito mais para trabalhar do que recebe.

Como você enxerga a Neli?
Neli apresenta um pouco o comportamento da classe média brasileira.Várias mulheres se identificam com ela. Neli tem preocupações que muitas mães têm. Quer que as filhas sejam bem encaminhadas… Mas, com toda a energia que a Neli tem, ela podia trabalhar. Somos de uma sociedade patriarcal e hoje ainda existem diversas mulheres assim. Durante muito tempo, fomos preparadas para casar. Isso, graças a Deus, está se transformando, mas essa mulher ainda é fruto daquela.



Continua após a publicidade
Publicidade