6 famosas que não têm vergonha de assumir as dificuldades de ser mãe

Celebridades contam as dificuldades reais de ter um pequeno em casa e mostram que você não está sozinha nessa aventura chamada maternidade

A maternidade, sem dúvidas, é um momento cheio de dúvidas e desafios. Apesar de tanta romantização sobre esse período inicial que, de fato, é maravilhoso para algumas mulheres, também é importante falar sobre as dificuldades – inclusive, para que outras mães não se sintam sozinhas no processo.

Separamos, então, exemplos de celebridades queridas, que assumem francamente aos seus fãs e seguidores as dores e delícias de ter um pequeno em casa. 

Luana Piovani

Entre tantas mulheres que exibem corpos sarados logo no pós-parto, Luana Piovani se destacou pela honestidade com que tratou a recuperação da forma física. Em um post no Instagram, após ser elogiada por uma “genética abençoada”, a atriz quebrou o silêncio. “O segredo é tirar a foto de cima para baixo, porque você dá uma esticadinha no corpão e dá uma murchadinha na barriga! Já emagreci mais do que engordei, mas olhem aí: a barriga tá inchada, flácida, umbigo meio aberto e a barriga que está a testa do Frankenstein de tão alta. Resultado: acho que terei que fazer um procedimento (retirar a cicatriz para fazer outra) se quiser usar biquíni no verão. (…) A vida é mesmo assim! Dois filhos saudáveis, lindos, nada de repouso, cicatriz inchada e fibrose”, contou.

Fernanda Machado

Após críticas à foto acima, publicada em seu Instagram pessoal, sobre a posição de seu bebê, Fernanda Machado falou abertamente sobre os julgamentos sofridos na maternidade. “Só quis compartilhar um momento doce com essa foto, mas estou impressionada como as pessoas julgam as mães, não importa se eu parei a minha vida só para cuidar do meu filho sem babá, se eu passei por 18 horas de um parto superdifícil, que no Brasil seria com certeza cesárea, se estou amamentando exclusivamente sem uma gota de fórmula por 4 meses… Parece que vão sempre achar um jeito de criticar uma mãe, as pessoas realmente não percebem que não existe ninguém nesse mundo mais preocupada com o meu filho do que eu”, desabafou.

 

Jessica Biel

Durante entrevista, a atriz Jessica Biel foi sincera ao contar o horário em que acorda. “Ele varia, mas posso afirmar, com certeza, que é sempre duas horas antes do que eu gostaria”, entregou. Se precisasse descrever sua rotina matinal, a estrela relataria momentos de pressa. “Correria, atrasada, fazendo muitas coisas ao mesmo tempo e não dando o meu melhor em todas elas”, afirmou, com sinceridade. Parece familiar?

 

 

Olivia Wilde

Durante uma viagem recente, Olivia Wilde postou uma foto durante sua leitura do voo e desabafou: “viajar sem brinquedos é quase um dia de SPA”. Quem concorda? o/

View this post on Instagram

Eu achei que amamentar fosse tão automático quanto ser mãe: se quando nasce um filho, nasce uma mãe, então essa mãe vai amamentar. Não necessariamente. Não se tiver mamilos invertidos, prótese, redução de mama, se sentir muita dor, o leite não descer ou se secar – e o meu secou. Para uma mãe que sempre sonhou em viver o momento mágico-de-filme do filho mamando no peito, do olho no olho, da mãozinha segurando o nosso dedo, a notícia da mamadeira cai como uma bomba. Chorei, me julguei e repassei a gravidez inteira na minha cabeça tentando descobrir onde errei – se foi o chocolate que comi, a noite que não dormi ou aquela longa escada que subi. O meu sofrimento durou até eu dar a primeira mamadeira. Foi quando descobri duas coisas: eles também olham no nosso olho e a mãozinha também segura o nosso dedo quando mamam na "dedêra". Descobri também que esse é um assunto polêmico e não estou aqui para polemizar. Se eu posso usar minha imagem para ajudar minimamente que seja, escrevo por isso – principalmente para mulheres na mesma situação que eu. E se você é uma delas, aí vai a minha terceira e melhor descoberta: o amor que bate no peito, bate também na mamadeira.

A post shared by Fernanda Gentil – Oficial (@gentilfernanda) on

Fernanda Gentil

Logo após dar à luz Gabriel, a jornalista Fernanda Gentil abriu o seu coração sobre seus problemas para amamentar. Em um longo depoimento em sua conta pessoal no Instagram, a apresentadora expôs sua tristeza, mas encorajou outras mamães que passam pela mesma situação. Leia na íntegra:

“Eu achei que amamentar fosse tão automático quanto ser mãe: se quando nasce um filho, nasce uma mãe, então essa mãe vai amamentar. Não necessariamente. Não se tiver mamilos invertidos, prótese, redução de mama, se sentir muita dor, o leite não descer ou se secar – e o meu secou. Para uma mãe que sempre sonhou em viver o momento mágico-de-filme do filho mamando no peito, do olho no olho, da mãozinha segurando o nosso dedo, a notícia da mamadeira cai como uma bomba. Chorei, me julguei e repassei a gravidez inteira na minha cabeça tentando descobrir onde errei – se foi o chocolate que comi, a noite que não dormi ou aquela longa escada que subi. O meu sofrimento durou até eu dar a primeira mamadeira. Foi quando descobri duas coisas: eles também olham no nosso olho e a mãozinha também segura o nosso dedo quando mamam na “dedêra”. Descobri também que esse é um assunto polêmico e não estou aqui para polemizar. Se eu posso usar minha imagem para ajudar minimamente que seja, escrevo por isso – principalmente para mulheres na mesma situação que eu. E se você é uma delas, aí vai a minha terceira e melhor descoberta: o amor que bate no peito, bate também na mamadeira.”

 

Fernanda Rodrigues

Fernanda Rodrigues foi outra guerreira ao reconhecer o cansaço pós-parto, publicamente, sem maquiar com filtros de vida cor de rosa – isso, só na brincadeira. “Você chega em casa com o bebê, tudo é muito novo, as mudanças são muito grandes e esse pequeno ser te solicita praticamente o tempo inteiro! […] Agradeço por ter a oportunidade de amamentar. É uma dádiva mesmo! Emoção pura! Mas é muito muito, muito cansativo. É incrível como a gente tira uma força do além pra aguentar! Parece que o nosso corpo tem guardado esse compartimento de energia. O mantra é: essa fase vai passar, essa fase vai passar… E passa… E o amor só aumenta. Pronto. Já valeu”, pontuou. 

Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s