CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

Dieta Ravenna: elimina até 10% do seu peso atual em 1 mês

O tratamento voltou a despertar curiosidade após ser revelada a informação de que a presidente Dilma Rousseff conseguiu perder 6 kg em apenas dez dias graças à dieta. A seguir, Moema Soares, diretora dos Centros Terapêuticos Máximo Ravenna no Brasil, responde a questões comuns sobre o regime.

Por Melissa Vaz Atualizado em 21 jan 2020, 15h18 - Publicado em 24 jan 2016, 15h00

Como funciona

É um tratamento multidisciplinar de emagrecimento baseado em quatro pilares: acompanhamento médico, nutricional e psicológico e prática de atividade física. Após passar por uma avaliação (em que se levam em conta idade e doenças pré-existentes, por exemplo), o paciente tem sua rotina readaptada.  O objetivo do Método Ravenna é a perda de peso aliada a uma mudança na relação com a comida (por isso é exigida a participação em grupos terapêuticos).

Quem pode seguir

A dieta é destinada a qualquer um que deseja reduzir os índices de gordura corporal – pessoas com sobrepeso (aqueles quilinhos adquiridos pouco a pouco, mas difíceis de eliminar) e obesidade (graus I, II e III) são os alvos principais. O método tem poucas restrições e pode ser seguido também por gestantes, lactantes e crianças a partir dos sete anos.

Como é o cardápio

O método Ravenna é dividido em duas etapas: a de emagrecimento e a de transição alimentar.

Na primeira, que acontece até o paciente atingir o peso ideal, são cortados os alimentos de alto índice glicêmico, como carboidratos refinados (farinhas, açúcar, bebidas alcoólicas e cereais) e oleaginosas. Frutas cítricas, proteínas magras, verduras e fibras devem ser abundantes no cardápio, além da ingestão de muito líquido ao longo do dia – pelo menos três litros. O paciente também é orientado a identificar os alimentos “gatilhos” – itens que provocam um comer compulsivo, como chocolate e salgadinhos. A média de calorias permitida diariamente é de aproximadamente 800 a 1200 calorias, a depender do perfil da pessoa.

O objetivo da segunda fase é ajustar as quantidades e reintroduzir, aos poucos, os alimentos que foram cortados no período de emagrecimento. O objetivo, ao final desta etapa, é atingir o padrão ouro de alimentação, que seria o cardápio ideal para manter o novo corpo juntamente com a prática de atividade física.

Estimativa de perda de peso

Para as mulheres, a promessa é de eliminar de 5% a 7% do peso no mês. Os homens levam vantagem e costumam perder de 7% a 10%.

Exercícios físicos indicados

Na etapa de emagrecimento, o foco é o reforço dos músculos – principalmente nos casos de pacientes que sofreram perda de mobilidade provocada pelo excesso de peso. Mas outras atividades também podem ser incorporadas à rotina, como dança de salão e do ventre e ioga. Nas outras etapas (quando há um maior aporte de calorias na alimentação), os exercícios aeróbicos, como corrida e natação, passam a fazer parte do programa.

Grupos terapêuticos

Durante o tratamento, o paciente deve frequentar os grupos no mínimo duas vezes por semana. Os encontros são realizados aos sábados, domingos e feriados, dias em que fica ainda mais difícil seguir a dieta. A meta, aqui, é compartilhar conquistas e incertezas: apoiado por psicoterapeutas e colegas de tratamento, cada um expõe sua relação com a comida e busca encontrar motivação para continuar o tratamento.

Continua após a publicidade

Exemplo de cardápio

Café da manhã

1 banana com duas fatias de mussarela light polvilhada com canela em pó e um xícara média de cappuccino (165 calorias)

Almoço

Caldo de brócolis (22 calorias) + salada de alface com tomate cereja (30 calorias) + medalhão de filé de carne com purê de abóbora (185 calorias) + uma fatia fina de abacaxi (35 calorias)

Lanche da tarde

Iogurte desnatado com meia maçã verde e uma colher de aveia (170 calorias)

Jantar

Caldo de legumes (22 calorias) + salada de folhas (30 calorias) + lasanha de berinjela com ricota (172 calorias) + gelatina diet (10 calorias)

Total no dia = 841 calorias

Continua após a publicidade
Publicidade