Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

Dieta dos Pontos

O famoso programa da Dieta dos Pontos ficou ainda melhor: você emagrece até 6 kg por mês - sem passar fome!- com uma única restrição: nada de gordura trans!

Por Redação M de Mulher
Atualizado em 21 jan 2020, 09h10 - Publicado em 11 mar 2009, 21h00

Para não extrapolar, leve a tabela de pontos na bolsa
Foto: Dreamstime

Brigadeiro, batata frita, pão de batata… Com a Dieta dos Pontos você emagrece comendo de tudo. Ops, quase tudo. A nova versão do programa tem uma única restrição: a gordura trans. E há boa razão para isso. Presente no rótulo de alimentos industrializados, como bolos e congelados, a gordura vegetal hidrogenada, nome completo da trans, eleva os níveis de LDL (colesterol ruim) e diminui os de HDL (colesterol bom). 

Assim, facilita o entupimento das artérias e, consequentemente, o surgimento de doenças cardíacas. “Alguns estudos também mostram que quem excede no consumo de trans acumula mais gordura e tem mais dificuldade para emagrecer”, alerta Alfredo Halpern, autor do livro A Nova Dieta dos Pontos (Ed. Abril, R$ 24,90) e chefe do Grupo de Obesidade e Síndrome Metabólica do Hospital das Clínicas de São Paulo. Ou seja, riscando essa substância do cardápio você soma saúde e acelera o emagrecimento! Então, prepare a calculadora e consulte as tabelas de alimentos para montar seu prato como e onde quiser – em casa, no restaurante por quilo e até no fast food.

Como funciona?

Para facilitar, no lugar de calorias você conta pontos (cada ponto vale 3,6 calorias). Se o objetivo é secar até 4 kg por mês, consuma até 320 pontos (o equivalente a 1 200 calorias) por dia. Quer potencializar o programa e eliminar até 6 kg? Pratique uma caminhada por uma hora, quatro vezes por semana. Dá para montar o prato do jeito que quiser. 

Continua após a publicidade

Como a alimentação equilibrada é o segredo para emagrecer e ainda evitar o efeito sanfona, recomenda-se reservar entre 160 e 176 pontos (entre 50% e 60% do total de pontos) para os carboidratos (pães, massas, frutas, legumes, verduras e cereais – integrais, de preferência) e de 33 a 50 pontos (o que equivale de 10% a 15% do total) para as proteínas (carnes, grãos, leite e derivados). Já as gorduras (óleo, azeite, manteiga e castanhas) devem somar até 96 pontos (30% do total diário). E lembre-se: os alimentos geralmente levam gordura no preparo.

Trans, a única restrição 

A Organização Mundial de Saúde (OMS) limita o consumo de gordura trans em até 2 g por dia. Para não extrapolar, a dica é sempre conferir o valor na embalagem do produto. Na tabela de pontos, há também uma referência aproximada do teor de trans em cada alimento. No diário onde anotar seus pontos, desenhe um quadrado dividido em quatro partes. Essa é a sua cota diária de gordura trans. Se o alimento tiver até 0,5g de trans, preencha uma parte. De 0,6 a 1g, duas partes. Se contém entre 1,1 e 1,5g, preencha 3 partes do quadrado. Mais de 1,6g de trans, pinte o quadrado inteiro e pare já!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.