CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Cápsula de óleo de peixe regula a tireoide e ajuda a emagrecer

Cientistas descobriram que o óleo de peixe regula os hormônios da tireoide responsáveis, principalmente, por equilibrar as taxas de colesterol e triglicérides, ajudando a emagrecer com mais facilidade

Por Redação M de Mulher Atualizado em 16 jan 2020, 13h11 - Publicado em 4 jun 2012, 21h00

O ideal é ingerir 2 cápsulas de óleo de peixe por dia, 20 minutos antes das principais refeições
Foto: Getty Images

Se você tem dificuldades para perder peso, vive sonolenta e ainda tem cabelos e unhas fracas, precisa procurar um endocrinologista. Provavelmente a sua tireoide não está funcionando bem. Mas, se você tem esse problema, acaba de ganhar um grande aliado: o óleo de peixe.

Uma pesquisa recente da Universidade Federal do Rio de Janeiro constatou que o óleo de peixe ajuda a regular os hormônios da tireoide responsáveis por equilibrar as taxas de colesterol e triglicérides. Isso significa que, com ele, você consegue alcançar a boa forma com mais facilidade. Vendido em cápsulas, o óleo ainda previne artrite, reduz as chances de desenvolver câncer de mama, protege contra problemas cardíacos e até melhora o humor em pessoas com depressão.

Quem é essa tal de tireoide?

A tireoide é uma glândula que fica na região do pescoço, responsável por fabricar os hormônios T3 e T4, que regulam o metabolismo. “Quando essa glândula trabalha devagar, o organismo fica mais lento e você leva muito mais tempo para queimar as calorias que ingere”, diz a nutricionista Daniela Jobst, da NutriJobst, de São Paulo. Mas nada de culpar só a tireoide pelos quilos a mais. O aumento de peso provocado pelo hipotireoidismo varia de 4 a 5 quilos. Se você engordou mais do que isso, precisa também mudar os hábitos alimentares. E não se esqueça de fazer uma atividade física!

Sua tireoide está te engordando?

Em geral, você começa a ganhar peso sem nenhum motivo aparente quando a tireoide começa a trabalhar de forma mais lenta, provocando o hipotireoidismo. Para prevenir e até combater esse mal, basta ficar atenta ao que você come. “A tireoide precisa de iodo, selênio e zinco para trabalhar bem. Ao colocar esses elementos na alimentação, você contribui para que a glândula funcione melhor”, explica Daniela Jobst. Descubra onde encontrar esses nutrientes, coloque sua tireoide para funcionar corretamente e perca peso rapidinho.

Os alimentos que você tem que colocar no prato!

Confira os alimentos que ajudam a sua tireoide a trabalhar a todo vapor

Gema de ovo: Possui iodo e vitamina D. Sem eles, o trabalho dos hormônios tireoidianos fica comprometido.

Peixes de água salgada: Oferecem uma boa quantidade de iodo e cálcio, que favorecem o bom funcionamento da tireoide.

Leite: Uma das principais fontes de cálcio. Quando esse elemento está em baixa, as enzimas envolvidas no metabolismo são desativadas. Além disso, possui iodo, o nutriente mais importante para a tireoide.

Continua após a publicidade

Frutos do mar: Camarão, caranguejo, ostra, lula… Esses alimentos são ricos em zinco, elemento que atua na síntese de hormônios e por isso é importante para o funcionamento da tireoide.

Laranja: Tem vitamina C, fundamental para a produção de hormônios.

Sementes: Linhaça dourada e sementes de abóbora e de girassol são poderosas. Além do cálcio, possuem tirosina, que funciona como um alimento para o metabolismo.

Castanha-do-pará: Tem selênio, um mineral que atua no equilíbrio da tireoide. A falta dele resulta em baixos níveis de T3, hormônio produzido pela tireoide.

Carne vermelha: Possui selênio e vitamina B6, que atua na produção de hormônios estimulantes das funções defensivas das células.

Cardápio para eliminar até 3 kg por mês!

Coloque os aliados da tireoide no prato e pare de lutar com a balança. Veja a sugestão de cardápio da nutricionista Daniela Jobst.

Café da manhã: 1 copo de suco de caju + 1 fatia de pão integral com 1 col. (sobremesa) de margarina + 1 fatia de queijo minas

Lanche da manhã: 1 laranja

Almoço: Salada de alface e agrião + 3 col. (sopa) de abóbora refogada + 2 pedaços pequenos de bife de panela + 3 col. (sopa) de arroz integral + 2 col. (sopa) de feijão

Lanche da tarde: 3 castanhas-do-pará

Jantar: Salada de agrião, cenoura e semente de girassol + 4 col. (sopa) de frango com quiabo + 3 col. (sopa) de arroz integral

Ceia: 1 banana

Continua após a publicidade

Publicidade