CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

Neto Porpino combina soluções rápidas e com orçamentos pé no chão

O arquiteto de Castanhal, PA, já é parceiro de longa data da revista, e diz ser o defensor do morar melhor gastando pouco

Por Minha Casa Digital Atualizado em 19 fev 2020, 15h01 - Publicado em 18 fev 2015, 12h05

Neto assinou o projeto de capa da edição da Minha Casa de dezembro de 2010, além de outros cantinhos que já passaram por aqui. Radicado há 17 anos na capital paulista, o profissional se especializou em reformas que têm a nossa cara.

Qual é o segredo para chegar à equação “bom, bonito e barato”? Não há uma receita de bolo, mas aconselho ousar nas escolhas. Se um projeto de marcenaria custa caro, experimente fazer uma adaptação, buscar uma saída semelhante. No meu apartamento, por exemplo, usei módulos prontos de cozinha na casa toda: na sala,  eles formam a estante e, no quarto, o criado-mudo.

Qual é o papel da cor no seu trabalho? Fundamental! Os tons fortes são minha marca registrada, não tenho medo de usar até três em um mesmo espaço. Eles aquecem o conjunto. Mas não basta pintar a parede: a cor precisa conversar com os demais elementos.

O que dá graça à decoração? A casa deve refletir o perfil dos moradores, o estilo de vida e os gostos deles. A composição pode ser perfeita, mas parecer um showroom de loja se não houver esse cuidado.

Qual deve ser a prioridade nos projetos de ambientes pequenos? Tudo começa pela escolha do mobiliário. Não adianta ter uma cama king size se ela não deixa espaço para mais nada dentro do quarto, por exemplo. Acaba ficando desconfortável, ou seja, o oposto do que se deseja.

Confira abaixo alguns projetos do arquiteto:

Continua após a publicidade

Publicidade