Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Conquiste um jardim

Você ama plantas, mas não tem um espaço adequado para elas? Depois de conferir estes pequenos oásis, verá que é possível cultivá-las em qualquer cantinho, dentro ou fora de casa.

Por Luciana Jardim - Atualizado em 19 fev 2020, 14h07 - Publicado em 21 dez 2015, 09h30

SUCULENTAS E CACTOS FORTES E ESCULTURAIS

 A história deste lindo jardim de apartamento começou quando a designer de interiores Felicitas Piñeiro, argentina que vive em São Paulo, resgatou um pálete na rua e lhe deu a função de base para um recanto verde sob a janela da sala. A primeira tentativa com as plantas não deu certo. As espécies delicadas morreram por falta de regas quando a designer viajou de férias. Ela buscou, então, os conselhos da especialista Regina Bicchuetti, do São Paulo Garden Club, que sugeriu o cultivo de cactos e suculentas, espécies que pedem pouca água e vivem bem à meia-sombra.

REFÚGIO ENTRE ERVAS E  PASSARINHOS 

Para tirar melhor proveito do quintal, a arquiteta Luciana Martinez, de  São Paulo, optou por  um canteiro de ervas suspenso. Cebolinha, alecrim, manjericão, hortelã e tomilho estão plantados nos vasinhos plásticos pendurados  no suporte de madeira  que ocupa uma faixa  da parede. O banco de madeira e o comedouro para passarinhos complementam a área, que convida ao relaxamento. No piso, a pedra goiás, revestimento antiderrapante, acentua a gostosa atmosfera rústica.

Continua após a publicidade

ESPAÇO DE SOBRA NO TETO 

Imagine criar uma estufa de orquídeas na varanda fechada por painéis  de vidro! Pois foi essa a ideia da paisagista Paula Galbi, de São Paulo, que pendurou vasos com falenopses, chuvasde-ouro e cimbídios na estrutura de cumaru, fixada no teto com parafusos especiais para forro de gesso. Ao fundo, o vaso alto acolhe  a palmeira camedórea,  uma barreira visual para  os prédios vizinhos.

FRESCOR ENTRE ESPELHOS 

Nesta varanda, a paisagista paulistana Juliana Freitas optou pelo painel vertical feito com placas de fibra de coco e emoldurado por uma antiga viga de peroba que foi fixada na parede e ladeada de espelhos. Ali, estão plantadas espécies como peperômia, aspargopendente e orquídea chuva-de-ouro. Sob o piso, foi instalada uma calha de aço galvanizado com caimento para o ralo,  onde ocorre a drenagem das regas, realizadas  duas vezes por semana.

RECICLAGEM DE BOAS IDEIAS 

Para que jogar fora  se é possível reutilizar? Com esse pensamento,  o morador da casa em Porto Alegre idealizou este belo suporte para vasos utilizando uma antiga porta de correr e restos  de madeira. A peça  com formato de uma estante triangular fica presa à parede da área externa para manter  a firmeza. Note que a estrutura conta com prateleiras espaçadas e deixa livre a área  na base com bromélias plantadas diretamente no canteiro. Um holofote foi instalado na grama para destacar a composição durante a noite. 

Continua após a publicidade
Publicidade