Clique e Assine a partir de R$ 8,90/mês

Antes e depois: improvisando um home office

O produtor visual e estilista Mario Mantovanni precisava de um cantinho para trabalhar em casa e com muita criatividade conseguiu!

Por Texto Renata S. Faggion/ Fotos Marcos Lima /Ilustração Alice Campoy Atualizado em 19 fev 2020, 13h12 - Publicado em 12 jan 2017, 15h37

Da casa da família, em Avaré, SP, veio o velho tampo de madeira transformado em uma mesa perfeita para Mario desenvolver suas almofadas personalizadas. Já a estante foi feita com tacos de demolição comprados pelo pai do rapaz, João Alberto Mantovanni. No projeto, pesou a necessidade de organização, pois a área de trabalho fica exposta a quem entra no apartamento. Assim, as prateleiras são divididas em nichos que, apesar de abertos, vivem arrumados, preenchidos com caixas que guardam as miudezas. Mesa e estante foram encomendadas a um marceneiro de Avaré que, além de ser conhecido da família, tinha orçamento inferior ao dos profissionais da capital. “O resultado ficou incrível, exatamente como planejamos”, diz Mario, feliz com o mobiliário rústico, apenas lixado e livre de verniz.

O toque final veio com as cortinas, confeccionadas pelo morador com uma sarja levinha. Foi ele também quem pintou de camurça a parede que emoldura a janela. E, como a palavra de ordem é reaproveitar, a cadeira usada foi presente de um amigo, a almofada sobre ela nasceu de retalhos de tecido e as máquinas de costura e overloque são de segunda mão. “Claro que prezo a economia, mas não é prioridade. O importante é que o ambiente ficou aconchegante.”

Continua após a publicidade
Publicidade