Clique e assine com até 75% de desconto

A varanda gourmet é mais que um sonho!

Com churrasqueira, mesa de refeições e muitas plantas, o terraço fechado tem gostinho de vida ao ar livre, mas funciona como extensão da sala.

Por Texto: Flávia G. Pinho | Fotos: Luis Gomes | Reportagem Visual: Fernanda de Castro Lima Atualizado em 19 fev 2020, 13h46 - Publicado em 19 out 2016, 17h00

Quase onipresente nos apês em lançamento, a varanda gourmet é um daquelas espaço com 1001 utilidades. Nem todo mundo, porém, tem a facilidade de enxergar seu imenso potencial, já que as construtoras costumam entregar o ambiente praticamente pelado – a churrasqueira que vem só no esqueleto, a pia desprovida de armário, paredes e piso livres de revestimentos. Pensando nisso, MinhaCasa pediu à paisagista Caterina Poli, de São Paulo, um projeto que atendesse as necessidades mais comuns dos terraços de tamanho padrão. Poupando na escolha de cada elemento, a profissional conseguiu encaixar no orçamento um belo painel de azulejos coloridos. As plantas também mereceram, bastante atenção. “Como a maioria das pessoas prefere fechar a varanda, selecionei folhagens apropriadas para áreas internas, ou seja, espécies de sombra e de meia-sombra”, conta Caterina. Por fim, ela caprichou nos itens decorativos, que deixam o local não só confortável, mas também atraente.

Continua após a publicidade

Puro lazer em 12 m²

Na planta estreita, a mesa redonda oferece conforto para quatro pessoas sem atrapalhar a circulação – e ainda sobre espaço para banco e aparador. 

Concentrados em pontos específicos, os vasos com plantas têm importante papel decorativo.

Plantas escolhidas para durar

Continua após a publicidade

Em áreas fechadas, ensina Caterina, as espécies ideias são aquelas que dispensam insolação direta. Devem ser regadas uma ou duas vezes por semana, dependendo de como estiver o clima. “A dica é manter a terra sempre úmida”.

Se fossem salpicadas aqui e ali, as plantas não sobressairiam tanto. Daí a reunião, sob a janela (a partir da esq.), de filodendro-xanadu, zamioculca, filodendro-rubro e pacová. Nos módulos da parede, vão ripsális do tipos macarrão (pendente) e comum, além de suculentas rabo-de-tatu, presentes, também, na bicicletinha. No vaso alto, há uma pleomele verde. 

Almoço entre amigos, com churrasco, suco e cerveja, é sucesso!

Continua após a publicidade

Note que os pedriscos foram acomodados ao redor dos deques de madeira. Entre esses dois materiais e a base, há somente uma manta drenante de bidim, a qual retém impurezas e pedrinhas que poderiam entupir o ralo. Assim, é possível regar as plantas sem a necessidade de pratinhos sob os vasos, como lembra a paisagista. Dica Minha Casa: se houver ralo na sua varanda, é sinal de que o contrapiso foi impermeabilizado e o chão pode ser molhado.

As construtoras têm como praxe entregar apenas a estrutura de alvenaria que abrigará a churrasqueira e o duto – o morador deve providenciar o revestimento e a grelha, de acordo com o sistema desejado. “Existem o modelo a carvão, mais procurando em função do paladar do brasileiro, e as versões a gás e elétrica, que evitam a produção de fuligem”, lista Andre Macchiori, da empresa especializada Polytec.

O grill eleito, com grelha de inox (Polytec), adapta-se aos dois primeiros sistemas de churrasqueira (na elétrica, a peça já é parte integrante). Aqui, foi embutido e ganhou moldura de granito preto são gabriel.

Continua após a publicidade
Publicidade