CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Segunda fase de Pantanal estreia nesta terça-feira (12)

Desde a sua estreia com recorde de audiência, a novela apresenta ao público hoje uma nova fase da trama

Por Flavia Viana Atualizado em 12 abr 2022, 16h01 - Publicado em 12 abr 2022, 15h56

Acredito que quase todo mundo que esteja lendo este texto, está acompanhando o remake da novela Pantanal, pode admitir! Eu estou! Exibida pela TV Globo em horário nobre, a trama tem se mostrado por enquanto bastante fiel a versão original da década de 90 apresentada pela extinta TV MANCHETE, claro que com atualizações necessárias e previstas por Bruno Luperi neto do autor Benedito Ruy Barbosa que está fazendo toda a adaptação de roteiro.

Cenas fiéis e muito mais reais devido também ao avanço da tecnologia, tem chamado a atenção do público, como a participação especial da sucuri Bonita e da onça Matí, que perdeu a mãe ainda filhote e também seu instinto selvagem, por isso, não foi devolvida a natureza. O felino reveza até a data de hoje “seu papel” com Juliana Paes, a Maria Marruá, a mulher que vira onça no Pantanal. Paes se despede de seu personagem, mas Matí permanece porque quem entra em cena agora é a sua filha Juma Marruá, que também herdará tal dom de sua mãe.

A partir de hoje a noite, 20 anos se passaram em Pantanal, e em todos os demais núcleos da novela, e os personagens naturalmente envelheceram e tomaram novos rumos. Os atores ganham “vida nova” com um time estrelado composto por Camila Morgado (Irma), Caco Ciocler (Dr. Gustavo), Karine Teles (Madaleine), Filó (Dira Paes), Tadeu (José Loreto), José Leôncio (Marcos Palmeira), Juma Marruá (Alanis Guillen), Jove (Jesuíta Barbosa), Xéreu Trindade (Gabriel Sater), José Lucas de Nada (Irandhir Santos que fez o velho Joventino nos primeiros capítulos) que volta como o filho “perdido” do protagonista José Leôncio, entre outros que estarão ou continuarão na trama como o velho do rio interpretado pelo veterano Osmar Prado, que uma hora é homem e outra sucuri, além de grande amigo de Juma.

novela pantanal
A partir de hoje a noite, 20 anos se passaram em Pantanal. João Miguel Jr./TV Globo

O grande protagonista dessa linda história, o Pantanal, sem dúvida nenhuma mostrará ainda mais de seus encantos e de sua magia, porém com seus personagens mais “velhos” e atuais. Esperamos ansiosos por Marquinhos Palmeira no papel do protagonista José Leôncio feito com tamanha emoção e devoção, aclamado pela crítica, público e colegas de elenco de forma impecável na primeira fase pelo ator Renato Góes. Já Palmeira vem fazendo seu pai após 32 anos, já que foi Tadeu lá na década de 90. “Eu já chorei e me emocionei muito aqui. Quando vim ao Pantanal pela primeira vez eu tinha apenas 27 anos”, ressalta o ator emocionado.

Continua após a publicidade

Na segunda fase da novela, a promessa de muitas atualizações regadas a momentos que nos farão refletir sobre muitos temas, principalmente sobre a importância da preservação do Bioma, mas também de muita troca e fortes emoções, assim como romances e paixões como o de Jove e Juma, cenas que o público contam os minutos para literalmente vivenciar. O “menino” da cidade com a moça que vira onça pintada. “Estou deixando o bicho que vive em mim falar”, ressalta a atriz Alanis Guillen. Lindas e poderosas cenas que serão divididas com seu par romântico. “Será lindo e cheio de emoção”, expõem Jesuíta Barbosa.

Ainda na segunda fase ‘Pantanal’ ganha novos personagens que entram exclusivamente agora na trama como: Tenório (Murilo Benicio), Maria Bruaca (Isabel Teixeira), o peão Levi (Juliano Casaré), Guta (Julia Dalavia) e a segunda família de Tenório que abordará o tema do racismo. Quem chega tímida é Zefa que será interpretada pela neta do autor Benedito, Paula Barbosa e também a Muda que será companheira de Juma após a morte de sua mãe, interpretada por Bella Campos. Hoje a novela mais assistida da televisão brasileira ganha um novo momento e se despede de outros, assim como de seus personagens da primeira fase que já nos deixam saudades…

Almir Sater continuará nos presenteando como “seu” Eugênio e também com sua música na trilha sonora da novela. Seu filho Gabriel Sater assume de fato seu antigo papel, o esperado violeiro misterioso Xeréu Trindade. Ambos também se encontrarão na novela, e isso eu não perco por nada! Gabriel também tem sua estreia marcada com música na trilha, é “bão” demais não é mesmo? Pai e filho? Que presente vamos ganhar!

Eugênio continuará subindo e descendo o rio em sua chalana, dando sábios conselhos e proseando com todos, mas será ainda mais visto nas rodas de viola da fazenda. Almir sendo Almir, em frente e atrás das câmeras. Sempre compartilhando do amor pela sua terra, pela sua música e pelo Pantanal, apresentando através disso todos os dias a todos a força desse amor e dessa natureza única…

Continua após a publicidade

Publicidade