Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Artistas negros aplaudem discurso de Joaquin Phoenix

"Acho que enviamos uma mensagem muito clara à pessoas não-caucasianas de que elas não são bem-vindas aqui", disse o ator em seu discurso no BAFTA.

Por Ana Claudia Paixão - Atualizado em 4 fev 2020, 16h18 - Publicado em 3 fev 2020, 10h17

A essa altura o Oscar de Melhor Ator está mais do que definido e pode-se esperar um discurso politizado de Joaquin Phoenix no dia 9. O ator de “Coringa” saiu com todos os prêmios para o qual foi indicado até agora. Na noite de domingo (2), acrescentou à lista o maior prêmio inglês do cinema, o BAFTA. Porém, em vez de voltar a falar das questões ambientais, como faz com frequência, atacou a questão da falta de diversidade étnica nas premiações.

“Me sinto em conflito porque muitos dos meus colegas atores são merecedores e não têm o mesmo privilégio. Acho que enviamos uma mensagem muito clara a pessoas não-caucasianas de que elas não são bem-vindas aqui”, disse o ator ao receber a estatueta. “Eu sou parte do problema. Nós temos que fazer um trabalho duro para entender o racismo sistêmico. Acho que é obrigação das pessoas que criaram, perpetuam e se beneficiam deste sistema opressor, de acabar com ele. Isto está com a gente”, ele concluiu.

View this post on Instagram

Well done🤜🏿🤜🏿👏🏿👏🏿❤️#GreatBAFTAspeech

Continua após a publicidade

A post shared by VIOLA DAVIS (@violadavis) on

O discurso do ator foi elogiado por colegas. “Obrigada Joaquin Phoenix. Por sua honestidade, solidariedade E coragem. Bem colocado”, escreveu Viola Davis. Samuel L. Jackson também concordou com a publicação.

Na primeira fila da premiação estavam o príncipe William e Kate Middleton, que também aplaudiram o ator.

Joaquin Phoenix e príncipe William
Joaquin Phoenix conversa com príncipe William na premiação do BAFTA. Jeff Gilbert – WPA Pool / Getty Images
Publicidade