CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

Marina Sena fala sobre momento atual e dá detalhes de seu segundo álbum

Com shows no Brasil e Europa, a cantora mineira celebra o sucesso recente sem perder de vista o que ainda vem por aí

Por Naiara Taborda Atualizado em 27 jun 2022, 14h35 - Publicado em 28 jun 2022, 08h36

Dona de uma voz única e um ritmo contagiante, Marina Sena entrou para o mainstreaming brasileiro depois do single Por Supuesto – hit do seu primeiro álbum solo, De Primeira – viralizar no TikTok, em 2021. Desde então, ela não parou mais: a agenda de shows está sempre lotada, com apresentações que vão do Brasil ao continente Europeu, e as composições seguem a todo o vapor! “Estou numa correria só! Tirei 10 dias de folga, mas só teoricamente, porque tenho que resolver coisas o tempo inteiro. Agora é assim: várias coisas para lidar. Mas a saúde mental está em dia”, contou, feliz, em nosso bate-papo por telefone.

Natural de Taboeiras, em Minas Gerais, a cantora viu sua carreira decolar por conta dos desafios de dança, mas enganou-se quem achou que o sucesso seria passageiro ou que ficaria restrito às redes sociais. Não demorou para que Marina conquistasse todo o país, e passasse a marcar presença nos palcos de grandes festivais, como Lollapalooza e, em breve, o TURÁ, que acontece nos dias 02 e 03 de julho, em São Paulo.

marina sena
Para novas músicas, Marina deixou de lado o violão para apostar em beats mais modernos. Marina Sena/Divulgação

CLAUDIA: Em abril você começou uma turnê pela Europa, passando por Portugal, Espanha, Inglaterra, Dinamarca e Alemanha – como foi se apresentar fora do país pela primeira vez?

Marina Sena: Por incrível que pareça, tinha muito gringo nos shows e foi bem louco, porque eu não falo inglês, só o básico, e para me comunicar era mais complicado. Mas na base do carisma a gente leva e aproveita. A música é universal.

Você já comentou algumas vezes que tem músicas o bastante para um segundo álbum. O que podemos esperar deste novo ato?

É um produto bem diferente do primeiro, porque ele tinha a presença do violão muito forte. Eu geralmente começava pelo violão. Neste disco novo tem varias músicas que eu compus de outro jeito, com uma base de beat que eu não fazia antes. Eu acho que ele é mais moderno e se comunica mais com o que está rolando hoje, mas sem perder a MPB que eu amo tanto.

Marina Sena
“Falei para minha mãe : ‘um dia eu vou acostumar tanto com show na Europa que vai parecer que tô indo logo ali'”. Marina Sena/Divulgação

Sente que essa mudança do violão para o eletrônico tem mais a ver com quem é a Marina Sena atualmente? O que te levou a mudar?

Antes de lançar o primeiro disco a gente já estava fazendo outras músicas. Quando ele saiu, para mim já era antigo, então sinto que eu estava em outro momento. No momento em que você compõe a musica você está expressando algo que está vivendo, e quando conclui você já resolveu aquilo e começa a viver outra coisa. É isso que está acontecendo comigo, e que eu acho que acontece com todo compositor.

Continua após a publicidade

Quando você pretende lançar este novo álbum?

Eu pretendo lançar no ano que vem, porque o primeiro disco ainda está muito vivo, principalmente nos shows e apresentações. Mas vou lançar singles ainda neste ano.

Você já expressou sua opinião política diversas vezes, e sabemos que em um momento tão polarizado como o que estamos vivendo isso pode atrair “haters”. Isso aconteceu com você? Como lida com ataques e comentários negativos?

Não tem como não ter [ataques e repercussões negativas], qualquer opinião hoje em dia vai atrair “hate” , mesmo que você só esteja dizendo que gosta de misto quente com presunto. Quando é política, mais ainda. Eu tento não acompanhar muito o que estão falando, porque a internet às vezes é terra de ninguém e, se você fica vendo, isso te afeta. A gente vive um momento de pós-verdade, em que ninguém sabe realmente o que é realidade. Não se aproxime tanto dessas opiniões que são negativas. Quando eu lancei meu primeiro álbum, eu via tudo o que falavam de mim e eu ficava mal, mas hoje não vejo mais e quando fico sabendo, já passou. Você vai vibrando de um jeito que a negatividade deixa de te afetar.

Marina Sena
Nesta semana, Marina se apresentará na Europa e, na sequência, no Festival TURÁ. Marina Sena/Divulgação

O que podemos esperar da sua apresentação no TURÁ?

Vou participar com Baco Exu do Blues, que é um artista que eu adoro e acho foda demais, e a Illy, que é minha parceira que eu amo demais, e eu acho que vai ser tudo. Eu vou fazer um show na Europa e depois vou direto para lá. Falei para minha mãe: “um dia eu vou acostumar tanto com show na Europa que vai parecer que tô indo logo ali”. A primeira vez que eu fui fiquei impressionada com como é fácil chegar em outro lado do mundo, às vezes é mais rápido do que ir pra outro canto do Brasil. Só posso dizer que vocês podem esperar muitas coisas legais da Marina Sena nos próximos meses.

 

Continua após a publicidade

Publicidade