Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

Bienal ganha liminar e Crivella não poderá recolher obras

Prefeitura do Rio de Janeiro não poderá mais intervir na Bienal do Livro e todas as obras LGBTQI+ estão esgotadas por conta da ação de Felipe Neto

Por Gabriela Sartorato - Atualizado em 15 jan 2020, 10h22 - Publicado em 7 set 2019, 14h45

O Tribunal de Justiça do Rio de Janeiro concedeu à Bienal do Livro na noite dessa sexta-feira (6) uma liminar que impede a prefeitura de recolher qualquer publicação ou impedir o funcionamento do evento.

Na quinta-feira (5), Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, determinou que todos os exemplares da HQ “Vingadores: a Cruzada das Crianças” fossem recolhidos da Bienal. A produção da Marvel é indicada apenas para maiores de 13 anos e tem como protagonistas um casal de homens gay. Para o prefeito, a cena em que os personagens se beijam faz da obra imprópria para menores. “Livros assim precisam estar embalados em plástico preto, lacrado e do lado de fora avisando o conteúdo. Portanto, a prefeitura do Rio de Janeiro está protegendo os menores da nossa cidade”, afirma Crivella em vídeo publicado em suas redes sociais.

A Bienal se recusou a cumprir com o pedido, por isso a Seop (Secretaria de Ordem Pública) fez uma operação na manhã de sexta-feira (6) com o objetivo de recolher os livros caso estes não estivessem propriamente embalados e identificados. Entretanto, para a surpresa dos agentes, a ação não foi concluída porque os livros já estavam esgotados.

A feira de livros entrou com um mandado de segurança preventivo no Tribunal de Justiça afim de impedir que a prefeitura carioca impedisse o funcionamento do evento ou tirasse o direito dos expositores de comercializar suas obras. E ganhou!

Continua após a publicidade

O caso virou notícia internacional e foi repudiado por diversos veículos de comunicação e figuras públicas. A capa da Folha de S. Paulo, por exemplo, foi ilustrada com a cena criticada pelo prefeito.

View this post on Instagram

Esta é capa da #Folha deste sábado (7). Acesse folha.com para ler mais. #folha #folhadespaulo #fsp

A post shared by Folha de S.Paulo (@folhadespaulo) on

Continua após a publicidade

Diversas celebridades compartilharam em suas redes sociais pela manhã uma foto da ilustração, em crítica a tentativa de censura da prefeitura do Rio de Janeiro.

View this post on Instagram

Arte incrível de @rafamon. Em apoio à Bienal, pela liberdade de expressão, diversidade e pelo direito de ser quem se é! Amor é amor! 🌟🌈 Meu repúdio a toda forma de censura e de intolerância.

Continua após a publicidade

A post shared by Mônica Martelli (@monicamartelli) on

View this post on Instagram

Nunca imaginei que a foto de um beijo, de um abraço apertado de uma demonstração de amor ia causar tanta polêmica… estamos tão carentes assim? É de fato impedir esta imagem dentro de um livro com classificação etária de 13 anos prioridade? …..

Continua após a publicidade

A post shared by Paola Carosella (@paolacarosella) on

O youtuber Felipe Neto iniciou uma ação em protesto à atitude da prefeitura. A partir das 12h de hoje, o influencer distribuirá gratuitamente 14 mil livros com a temática LGBTQI+ na Bienal do Livro. Todos os livros são embalados por um plástico preto e uma etiqueta, assim como solicitado por Crivella, mas com os termos “este livro é impróprio para pessoas retrógradas e preconceituosas”. A ação já esgotou o estoque de obras com essa temática do evento.

https://www.instagram.com/p/B2HimqxjLBz/?utm_source=ig_web_copy_link

Continua após a publicidade

Publicidade