CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR R$ 14,90/MÊS

As mulheres que mereciam ser indicadas ao Oscar de Melhor Diretor em 2019

Sabia que apenas cinco mulheres foram indicadas nessa categoria até hoje?

Por Júlia Warken Atualizado em 16 jan 2020, 02h06 - Publicado em 22 jan 2019, 12h48

Acaba de sair a lista dos indicados do Oscar 2019 e, mais uma vez, a escassez de mulheres é gritante nas categorias mistas – ou seja, todas as categorias, menos as de atuação. Em se tratando da prestigiadíssima lista dos indicados a Melhor Diretor os nomes são: Alfonso Cuarón (“Roma”), Spike Lee (“Infiltrado na Klan”), Yorgos Lanthimos (“A Favorita”), Adam McKay (“Vice”) e Pawel Pawlikowski (“Guerra Fria”). 

Mas será que nenhuma mulher merecia estar entre esses caras? Como apontou a Variety, há algumas diretoras que fizeram trabalhos dignos de uma indicação ao prêmio.

Lynne Ramsay, de “Você Nunca Esteve Realmente Aqui” é o nome que encabeça a lista. Ela recebeu o prêmio de Melhor Roteiro em Cannes – empatada com Yorgos Lanthimos por “O Sacrifício do Cervo Sagrado” – e também fez um ótimo trabalho como diretora, tendo concorrido a Palma de Ouro no mesmo festival francês. Aliás, Lynne já soma dez indicações e cinco vitórias em Cannes. Por “Você Nunca Esteve Realmente Aqui”, ela também foi indicada em diversas outras premiações menores, incluindo o Spirit Awards.

Outra diretora que merece destaque é Debra Granik. Foi ela quem comandou o prestigiado “Inverno da Alma”, filme que revelou Jennifer Lawrence ao mundo em 2010 e que concorreu a quatro Oscars. Em 2018, Debra fez um ótimo trabalho em “Não Deixe Rastros”, longa muito elogiado em Sundance. Por esse trabalho, a diretora também foi indicada ao Spirit Awards, que é a principal premiação de cinema independente dos Estados Unidos.

Seguindo a lista, Chloe Zhao, de “Domando o Destino”, venceu o prêmio de Melhor Diretor no C.I.C.A.E. Award, de Cannes. Assim como Lynne e Debra, ela também foi indicada ao Spirit Awards por esse trabalho e faturou a estatueta de Melhor Diretor no National Society of Film Critics Awards.

A Variety ainda cita outras mulheres que vem chamando a atenção da crítica e de diversos festivais: Marielle Heller (“Poderia Me Perdoar?”), Tamara Jenkins (“Mais uma Chance”), Karyn Kusama (“O Peso do Passado”), Mimi Leder (“Suprema”) e Josie Rourke (“Duas Rainhas”).

Vale lembrar que, até hoje, apenas cinco mulheres foram indicadas ao Oscar de Melhor Diretor e somente uma sagrou-se vencedora: Kathryn Bigelow, por “Guerra ao Terror”.

Continua após a publicidade
Publicidade