Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês

4 destinos nacionais que parecem a Europa

Suíça, Holanda ou Itália? Em tempos de dólar nas alturas, os pequenos pedacinhos europeus são ótimas opções para as férias de julho – e ficam bem mais perto!

Por Alexandra Gonsalez (colaboradora) - Atualizado em 21 jan 2020, 21h45 - Publicado em 7 jun 2015, 14h00

Viajar é sempre uma delícia, principalmente nas férias de inverno. Curtir um friozinho, com um bom vinho e acompanhado de um saboroso fondue… Parece conto de fada que fica lá na Europa, mas a verdade é que existem cidades muito parecidas com o destino fabuloso do outro continente. Confira a nossa seleção para descansar (e namorar!) bastante:

Suíça: Gramado (RS)

A impressão de estar na Europa é garantida graças às charmosas construções enxaimel, técnica que usa vigas de madeira sobre pedra ou tijolo como apoio para as paredes de alvenaria. E nessas casas há sempre flores e cortinas rendadas nas janelas. Em Gramado, a pedida é passear pelas bem cuidadas ruas do centro, comprar chocolate artesanal e caminhar às margens do Lago Negro. Aproveite o clima romântico dos restaurantes para jantar à luz de velas com direito a vinho e fondue. Além da receita com queijos emmental e gruyère, o prato típico suíço é servido em sistema de rodízio, que inclui variações com carne, frango e chocolate.

#ficaadica: em Gramado é possível esquiar, andar de motoneve e praticar snowboard o ano inteiro no Snowland, primeiro parque de neve artificial indoor da América Latina. Lá dentro neva de verdade e a temperatura costuma ficar em -4º C!

Holanda: Holambra (SP)

O país dos moinhos de vento, das tulipas e dos tamancos de madeira está muito bem representado nessa pequena cidade do interior de São Paulo. Fundada na década de 50, em Holambra ainda é possível ouvir os mais velhos conversando em holandês. Nos cafés e nas docerias, imperam delícias típicas como o stroopwafel, um waffle recheado com caramelo. Lá, faça como os holandeses: tampe a xícara de chá ou café com seu stroopwafel para que o calor derreta o recheio. Outra tradição trazida de longe é a produção de flores. A visita aos campos floridos é imperdível.

Continua após a publicidade

#ficaadica: vale conhecer o megaevento Expoflora, realizado em setembro. Há lançamento de novas cores e tipos de flores, desfile de carros alegóricos e apresentações de danças típicas.

Camilla Veras Mota
Camilla Veras Mota

Itália: Bento Gonçalves (RS)

A 120 km de Porto Alegre, a cidade foi colonizada por italianos que chegaram por volta de 1870. O município se tornou um importante produtor de vinhos. Atualmente, nessa e nas demais cidades do Vale dos Vinhedos, na Serra Gaúcha, são produzidas 12 milhões de garrafas da bebida por ano. Os visitantes são recebidos com alegria e refeições fartas: há rodízio de carnes, aves e massas caseiras, ao estilo casa da nonna. As galeterias são tudo de bom e o galeto (um frango novinho) vem sempre acompanhado de massa ou polenta. Que tal passear em algumas das 15 vinícolas da região? No verão, é possível colher as uvas do pé. As casas de pedra dos primeiros imigrantes também fazem parte do roteiro.

#ficaadica: vale conferir o espetáculo Epopeia Italiana. Atores recriam a saga dos personagens que representam a história dos imigrantes no Rio Grande do Sul. Acontece num parque temático. Veja mais informações

Continua após a publicidade

Alemanha: Pomerode (SC)

É fácil ser transportado para a Alemanha nessa cidade a 170 km de Florianópolis. Quase toda a população tem cabelos e olhos claros e 70% fala alemão no dia a dia, já que as escolas ensinam o idioma desde a infância. Outros traços germânicos são encontrados nas 250 casas em estilo enxaimel, concentradas no bairro Testo Alto, e na culinária. Nos cafés ou restaurantes é impossível resistir a gostosuras como apfelstrudel (torta de maçã), bockwurst, o famoso salsichão, e cucas, do alemão “kuchen”, um tipo de bolo consistente que leva diferentes coberturas. No mês de julho, a cidade fica lotada com o Festival Gastronômico, que reúne culinária, shows musicais, exposições de arte e feira de artesanato.

#ficaadica: visite as fábricas Oxford Cristais e Porcelanas Schmidt, que ficam na região. Produtos como copos, taças, pratos, xícaras e travessas são vendidos com descontos. Aproveite para renovar a louça de casa!

Publicidade