CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS

19 filmes que nos fizeram crer no amor

Românticas sim e incuráveis também.

Por Gabriela Kimura Atualizado em 21 jan 2020, 11h15 - Publicado em 20 abr 2016, 17h10

A gente bem que gosta de ver os chamados filmes “água com açúcar” (mesmo fingindo que não), pois eles inspiram alguma coisa bonita no coração. heart

1. Amor Além da Vida

Se você acredita em amor após a morte, então nada te fará chorar tanto quanto esse longa de 1998. É um ensinamento não só sobre casamento, mas também sobre superação e dedicação para com aqueles que amamos.

2. E Se Fosse Verdade

Dicas para aquecer um coração em busca de romance: uma história sobre destino e “o que é para ser, será”. Reese Whiterspoon e Mark Ruffalo protagonizam uma dos filmes mais fofos sobre as coincidências da vida.

3. Diário de Uma Paixão

O fato mais bonito sobre se apaixonar e amar alguém é também saber que você vai poder envelhecer com essa pessoa. O que normalmente não nos contam é que a velhice tem seus desafios, como uma das pessoas do casal ter mal de Alzheimer. Na adaptação da obra de Nicholas Sparks, Noah (Ryan Gosling) e Allie (Rachel McAdams) estão em uma casa de repouso e o único jeito de fazê-la lembrar dele é contando, todos os dias, a história de como se conheceram. Amar um pouquinho não é suficiente para o resto da vida, não é mesmo?

4. 10 Coisas Que Eu Odeio Em Você

Primeiro, porque a protagonista Kat (Julia Stiles) é uma personagem forte, independente e que não segue as “regras” da escola para ser alguém. Segundo, por ser uma narrativa bem interessante sobre como as relações na adolescência acontecem – e nos marcam para sempre. E talvez o mais importante de tudo é que não importa o quão “estranha”, “fora da caixinha” ou “diferentona” você seja: sempre tem uma tampa para a sua panela.

5. Como Se Fosse A Primeira Vez

É para acreditar mesmo no amor que supera tudo! As pequenas atitudes do dia a dia podem até reacender a chama do relacionamento, mas precisar conquistar alguém todos os dias requer muito, muito esforço e dedicação.

6. Wall-E

A maior prova de que não é preciso se debruçar na busca de palavras bonitas e coisas impactantes para dizer à quem se ama. Que atire a primeira pedra que não ficou absolutamente emocionada com o amorzinho de Eva e Wall-E!

7. Up – Altas Aventuras

Tudo bem que o destino final do casal Charles e Ellie pode ser bem trágico nos primeiros cinco minutos de filme. Só que essa história merecia ser terminada, mesmo que por um dos lados: o garotinho Russell é o responsável de fazer Charles lembrar como a vida pode ser linda – e como a sua Ellie estará sempre presente nos seus dias.

8. Shakespeare Apaixonado

Apesar do trágico conto de Romeu e Julieta, o filme mostra uma outra faceta desse amor “impossível”: na verdade, é a luta de William Shakespeare (Joseph Fiennes) e Lady Viola (Gwyneth Paltrow) para apresentar peças de teatro com mulheres atrizes. Claro que os dois se apaixonam no meio do caminho, mas a vantagem é que William ama a mulher forte, que batalha para tomar as decisões da sua vida sem que ninguém a diga o que fazer. E queremos sempre amores verdadeiros!

9. Ghost: Do Outro Lado Da Vida

Sim, Molly (Demi Moore) e Sam (Patrick Swayze) podem não viver juntos felizes para sempre no filme – e a vida real é isso aí mesmo, não é? -, mas o amor que ele tinha por ela era tão grande que a protege até terminar sua “missão” na terra.

Continua após a publicidade

10. Encontro Marcado

Esse mundão é tão imenso e complexo que existem coisas maiores do que apenas a vida e a morte. E mesmo tendo um destino diferente do que você imagina, a história é sobre amar, apaixonar-se loucamente e não querer passar um só dia sem a companhia do grande amor.

11. O Grande Gatsby

A obra de Fitzgerald tem figurinos, trilha sonora e fotografia absolutamente divinos. O que chama a atenção, além destes belíssimos detalhes, é a paixão avassaladora que Gatsby (Leonardo Dicaprio) sente por Daisy Buchanan (Carey Mulligan), levando-o a cometer mil loucuras só para poder vê-la novamente.

12. Azul É A Cor Mais Quente

Tão delicado e, ao mesmo tempo, tão poderoso, o premiado longa de Abdellatif Kechiche é sobre amor, preconceito e sexualidade. Tratando com muita naturalidade a conturbada fase da vida de descobertas, de entender e amar-se, aceitando-se do jeito que você é. É não só amor por alguém, mas o amor próprio.

13. Mesmo Se Nada Der Certo

Quem nunca achou que, depois de uma desilusão amorosa, não mais acharia alguém? E mesmo sendo o Adam Levine a buscar seu perdão, a verdade é que a vida segue e outros tipos de amor vão surgir no caminho!

14. Amor e Outras Drogas

A máxima do na saúde e na doença pode parecer pouco quando falado. Na prática, no entanto, é algo que requer muito mais do “gostar” do outro: é compromisso, compreensão e compaixão. E o que mais você precisa em um relacionamento?

15. A Incrível História de Adaline

Tirando a parte fantasiosa da história, é fácil se imaginar vivendo a vida sem se apaixonar verdadeiramente por alguém. Por medo de se machucar ou de não ser correspondida, evitando esse “problema”: pena que nesse 7 a 1 a gente não comanda nada! E a descoberta de um amor verdadeiro pode ser algo muito recompensador heart.

16. Uma Noite Fora de Série

Em um nível bem exagerado, o filme com os incríveis Tina Fey e Steve Carell mostra como a vida de casados e com filhos pode fazer com que a ~faísca~ fique meio de lado. E como a busca pelo momento único é importante, mas não precisa ser tão absurda, claro.

17. Dirty Dancing

Para os fãs de dança, esse filme mexe com as nossas estruturas! Também pelo fato de mostrar como o amor pode superar tudo, principalmente as barreiras dentro das famílias.

18. Cidade dos Anjos

Um amor divino que requer que o ~homem~ mude sua vida para ficar com a mulher dos seus sonhos – é bom ter uma inversão de papéis, não? wink

19. Elsa e Fred

Não existe paixão só na juventude, não! Tem gente que tem medo de envelhecer, de ficar sozinh@ e nunca mais encontrar uma boa companhia para ver um filme e dar risada da vida. O que é besteira pura, muito bem demonstrada por Elsa (China Zorrilla) e Fred (Manuel Alexandre), vivendo um romance extremamente envolvente na flor da idade laugh.

Continua após a publicidade

Publicidade