16 filmes maravilhosos sobre mulheres reais

Personagens absolutamente incríveis e atrizes que a gente ama!

Piaf: Um Hino ao Amor (2007)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Ótima cinebiografia sobre a maior cantora francesa de todos os tempos. Além de retratar uma história visceral e fascinante, o longa conta com uma das melhores interpretações femininas dos últimos tempos. O filme revelou ao mundo a ótima Marion Cotillard, que abocanhou o Oscar pelo papel. 

As Horas (2002)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Esse filme indispensável mistura biografia e ficção ao contar a história de Virginia Woolf e de outras duas mulheres influenciadas pelo livro “Mrs. Dalloway” (obra prima da autora). O longa fala sobre a essência feminina e sobre o poder transcendental da obra de Woolf, que une mulheres de diferentes gerações. Nicole Kidman, Julianne Moore e Meryl Streep estão impecáveis nos papéis principais.

Flor do Deserto (2009)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Waris Dirie é uma daquelas mulheres necessárias no mundo! Para quem não conhece sua história, ela nasceu na Somália, foi circuncidada aos três anos de idade e vendida em casamento aos 13. Por ter conseguido fugir para a Inglaterra, tornou-se uma modelo de sucesso e pôde dar voz a milhares de meninas que até hoje vivem a mesma realidade. Waris tornou-se embaixadora da ONU e é hoje uma das principais combatentes da mutilação genital feminina.

Frida (2002)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Dispensa apresentações, né? Cinebiografia necessária para conhecer melhor a história de uma das mais fascinantes mulheres do século 20. Salma Hayek brilha na melhor performance de sua carreira, que rendeu a ela uma indicação ao Oscar de Melhor Atriz. 

Zuzu Angel (2006)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

“Desacato é impedir o direito sagrado de uma mãe enterrar o seu filho”. A frase mais marcante desse drama nacional resume a dor vivida por Zuleika Angel Jones e por tantas outras mães cujos filhos foram torturados e mortos durante a ditadura. Esse é um daqueles filmes que não busca simplesmente contar a história vivida por uma pessoa: o que vemos na tela é a triste história de um país inteiro.  

Persépolis (2007)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Essa animação fantástica é a adaptação cinematográfica da autobiografia ilustrada da iraniana Marjane Satrapi. A história conta a trajetória dela, desde a infância até a vida adulta, retratando as atrocidades do regime islâmico radical e a vida como exilada na Europa. Marjane é a primeira iraniana a lançar uma história em quadrinhos e a primeira mulher da história a receber uma indicação ao Oscar de Melhor Animação.

A Rainha (2006)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

O desafio de Helen Mirren não era fácil: interpretar uma monarca britânica ainda viva, a rainha Elizabeth II. Como se não bastasse, o pano de fundo do filme era o acontecimento mais noticiado da década de 1990: a morte da princesa Diana. E atriz simplesmente lacrou! Vale a pena assistir ao brilhante trabalho de Helen e relembrar a magnitude desse momento que marcou a história da Inglaterra.

The Runaways – Garotas do Rock (2010)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Eram os anos 1970 e muita música boa estava sendo feita, mas as mulheres ainda eram exceção nesse cenário. Foi aí que Joan Jett teve uma ideia: criar uma banda só de meninas. E a empreitada deu certo! O filme é delicioso e, como não podia deixar de ser, conta com uma trilha sonora incrível. Muito #girlpower envolvido!

Erin Brockovich: Uma Mulher de Talento (2000)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Essa é uma daquelas belas histórias sobre mulheres comuns que nos dão uma lição de vida! Erin descobriu os podres de uma grande empresa contaminadora de água, investigou o caso a fundo e moveu uma ação milionária contra a companhia. Julia Roberts está maravilhosa e ganhou o Oscar de Melhor Atriz pelo papel principal. 

Livre (2014)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Depois de enfrentar a morte da mãe e o fim de seu casamento, Cheryl Strayed resolveu botar a mochila nas costas e cair na estrada. Ela cruzou os EUA numa trilha de 1.770 quilômetros e dessa odisseia nasceu a autobiografia “Livre – A Jornada de Uma Mulher Em Busca do Recomeço”. O filme é lindo e rendeu a Reese Witherspoon um dos melhores trabalhos de sua carreira.

Aimée & Jaguar (1999)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

É bem provável que poucas histórias de amor sejam tão surreais quanto essa! Em Berlim, durante a Segunda Guerra, Felice Schragenheim e Lilly Wust viveram uma paixão simplesmente impossível. Não bastasse serem lésbicas nos anos 1940, Felice era judia e Lilly era casada com um militar nazista. Baseado na biografia homônima, o filme faz jus à história e merece ser assistido!

Amelia (2009)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

A americana Amelia Earhart foi uma mulher à frente de seu tempo. Nos anos 1920 ela já lutava pela igualdade de gênero, muito antes de a palavra “feminismo” existir no dicionário. Além de ter batido vários recordes na aviação, ela foi a primeira mulher do mundo a atravessar o Oceano Atlântico pilotando um avião.

Tina (1993)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Essa não é apenas a história de uma diva pop, é também um filme que fala sobre o horror da violência doméstica. Tina Turner passou quase oito anos sendo agredida física e moralmente pelo ex-marido, Ike Turner, até finalmente conseguir pedir o divórcio. Além de retratar a luta pessoal de Tina, o filme também tem ótimos momentos musicais (claro!) e belas atuações. Vale assistir!

Um Sonho Possível (2009)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Leigh Anne Tuohy é daquelas mulheres que dão um tapa na cara da gente. E no bom sentido! Contrariando as expectativas, essa milionária texana resolveu adotar o adolescente negro Michael Oher e dar a ele a oportunidade de se tornar um jogador profissional de futebol americano. Sandra Bullock está maravilhosa como Leigh Anne e ganhou o Oscar de Melhor Atriz pelo papel.

A Pele (2006)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Belo filme para conhecer a história de Diane Arbus, uma das mais fascinantes fotógrafas do século 20. Arbus iniciou sua carreira como fotógrafa de moda, mas passou a questionar os padrões de beleza e começou a retratar gente comum e pessoas consideradas esquisitas. Só que ninguém fazia isso nos anos 1960, e seu trabalho foi duramente rechaçado na época. O longa é sensível e muito humano, como a própria artista, e traz Nicole Kidman no papel principal.

Temple Grandin (2010)

Divulgação Divulgação

Divulgação (/)

Temple Grandin é tida como uma das maiores responsáveis por provar que pessoas com autismo podem ser brilhantes. Para ter uma ideia, ela já foi eleita pela revista Time como uma das 100 pessoas mais influentes do mundo! Esse filme lançado para a TV conta como ela revolucionou a agropecuária ao desenvolver um sistema para humanizar a criação de gado em larga escala. Uma história simplesmente fascinante