Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Continua após publicidade

13 momentos do VMA que chocaram a tradicional família norte-americana

Tiro, porrada, bomba e algumas polêmicas.

Por Lucas Castilho
Atualizado em 21 jan 2020, 19h24 - Publicado em 28 ago 2015, 09h41

 

13. Quando a Madonna inventou o termo “polêmica” na premiação (1984).

O ano era 1984, primeiro VMA da história, e Madonna naquela época era apenas mais uma cantora em começo de carreira – entre tantas outras – perseguindo o sucesso. A MTV, com dificuldades em encontrar artistas interessados em participar da premiação, resolveu dar uma chance para a novata. O que ela fez? Praticamente inventou o termo “polêmica” naquele palco! Vestida de noiva e usando o hoje icônico cinto “Boy Toy” para cantar “Like a Virgin”, a Rainha perdeu o sapato, gemeu, rolou no chão e, claro, deixou a família tradicional norte-americana em choque. A canção foi número 1 nas paradas naquele ano, bem como o CD homônimo lançado dois meses depois da performance.

12. O ato falho do Krist Novoselic, do Nirvana (1992).

Tadinho! Em 1992, os garotos do Nirvana estavam no auge e resolveram ter uma atitude muito grunge durante a apresentação de “Lithium”: eles quebraram todos os instrumentos do palco, algo que acabou virando uma espécie de rotina sem seus shows. O problema foi pouco antes, quando Krist Novoselic, baixista da banda, se empolgou um pouquinho demais, jogou seu instrumento para o alto e, em vez de pegá-lo, deixou cair em sua cabeça. Roubou os holofotes naquela noite sem querer.

11. Quando a Lady Gaga “sangrou” no palco (2009)

Lady Gaga já era conhecida por sua excentricidade, mas em 2009, durante sua performance de “Paparazzi”, a mother monster levou tudo para outro nível. E ela, que naquele ano venceu a categoria de Revelação, simulou sua própria morte no palco do evento com direito a sangue falso. Resultado? Família tradicional americana chocada e a consagração de sua dominação mundial como estrela pop.

10. Britney e a cobra (2001).

Britney era a namoradinha da América: doce, virginal (sério, ela dizia que era virgem nessa época) e a garota perfeita. Bem… Pois ela resolveu reescrever essa história, dar uma guinada em sua carreira e, para isso, trouxe para o palco do VMA uma das melhores – e mais sexies – performances já feitas! Sim, claro, ela fez uso de playback, como todos os seus fãs já sabem, mas todo o resto estave perfeito: coreografia incrível, energia sem precedentes, look sensacional e uma cobra como a cereja do bolo. Desde então, a família tradicional americana nunca mais foi a mesma. 

9. Este look (1999):

Getty Images
Getty Images ()

Se Miley Cyrus em 2015 choca ao usar essa roupa, imagine o que não aconteceu em 1999 quando a rapper Lil’Kim usou esse macacão e peruca. Foi um bafo e o traje é icônico – e referência para festas de Halloween – até hoje!

Continua após a publicidade

8. Quando aconteceu o beijo mais estranho da história da TV (1994)

Qual o melhor jeito de anunciar o seu novo relacionamento? No palco do VMA, óbvio! Como na época ainda não existia Facebook (err, nem internet direito!), Michael Jackson escolheu a premiação para avisar de seu namoro com a filha de Elvis Presley, Lisa Marie. O que se seguiu foi um desconcertante beijo e uma imprensa em polvorosa. MJ sabia ser notícia e anos mais tarde, em 2011, Beyoncé faria algo parecido ao confirmar sua gravidez durante uma apresentação.

7. O discurso sincerão da Fiona Apple (1997).

Dona do hoje hit clássico “Criminal”, Fiona Apple sempre foi muito verdadeira em suas convicções artísticas, seu último álbum, de 2012, por exemplo, se chama “The Idler Wheel Is Wiser Than the Driver of the Screw and Whipping Cords Will Serve You More Than Ropes Will Ever Do”, quer coisa mais original? Mas em 1997 ela era “apenas” a revelação do ano e, em vez de fazer um ensaiadinho discurso, mandou esse verdadeiro f*da-se para a indústria musical. Clap, clap!

6. Este vestido (1998):

Getty Images
Getty Images ()

Rose McGowan era muito famosa nos anos 1990! Estrela de filmes como “Um Crime Entre Amigas” e da série “Charmed”, a atriz nunca foi lá de jogar o jogo de Hollywood. Começou um midiático namoro com Marilyn Manson e resolveu ir usando “nada” – só umas correntes – no VMA. Fez escola – vide os looks bem pelados dos red carpets atuais

5.  A escalada do baixista do Rage Against The Machine (2000).

Em 2000 o Rage Against The Machine brigava com o Limp Bizkit pelo troféu de Melhor Videoclipe de Rock e, quando o último levou a melhor, aconteceu um dos momentos mais WTF da premiação. Enquanto Fred Durst (#sdds) agradecia o seu astronauta prateado no palco, Tim Commerford, baixista do RATM, escalou a estrutura do cenário como forma de protesto e interrompeu o discurso dos vencedores. O cara passou a noite na prisão como punição.

Continua após a publicidade

4. O beijo da Madonna na Britney e na Xtina (2003).

Madonna – a maior popstar viva – beijou NA BOCA Britney Spears e Christina Aguilera – as maiores estrelas dos anos 2000. O ato era quase uma bênção da Rainha em suas pupilas… Mas, pronto, a família tradicional americana foi abaixo, junto com a brasileira, a europeia e Justin Timberlake, ex de Britney… Enfim, esses selinhos rodaram o mundo e ficaram imortalizados na história da premiação. Grande momento!

3. Este vestido (2010):

Getty Images
Getty Images ()

Lady Gaga foi vestida de carne. Vamos repetir em “caps”: LADY GAGA FOI VESTIDA DE CARNE. Não tem como “bater” ou superar esse look.

2. Quando o Kanye West estragou a festa da Taylor (2009).

Taylor Swift antes de ser ~quem é~ era *apenas* uma cantora country um tanto quanto ingênua e cheia de doçura. E no VMA de 2008 estava recebendo seu primeiro prêmio, o de Melhor Artista Feminina. Tudo muito fofo, inclusive o look de debutante da cantora. Era a noite dela! Aparentemente chocada e muito feliz, subiu ao palco para receber seu tão sonhado astronauta prateado até que… “Estou feliz por você e vou deixar você terminar, mas Beyoncé tem um dos melhores vídeos de todos os tempos”, disse um inacreditável Kanye West num dos momentos mais chocantes de todos os tempos da premiação.
A platéia, assim como Tay Tay, ficou sem reação e os memes que se seguiram foram incontáveis. No fim da noite, a heroína Queen B., ao levar o troféu de Vídeo do Ano, cedeu seu tempo e chamou a cantora de “Shake it Off” ao palco para agradecer de forma apropriada. Own!
Mas o que não é o tempo… Parece que, no próximo domingo, o rapper receberá das mãos da própria Taylor um prêmio especial pelo conjunto de sua obra porque, né, em Hollywood todo mundo perdoa todo mundo – desde que renda uma boa manchete. #verdades 

1. E, claro, ela, Miley (2013)!

Foi a última vez que o VMA foi relevante. Que o VMA criou uma discussão. Que o VMA ultrapassou as fronteiras da família tradicional americana para atingir pessoas de todos os cantos do mundo. Miley Cyrus, a ex-estrela da Disney foi a responsável por isso. Esqueça a apologia às drogas presente na música “We Can’t Stop”, cantada por ela no palco, a polêmica mesmo girou em torno do “twerking” da garota, no passado a namoradinha da América. Robin Thicke também estava lá, mas nunca foi o foco das críticas. Já Miley foi crucificada, xingada… Sexismo? Não, imagina… e, nossa, a infância estava arruinada porque uma mulher branca resolveu se apresentar seminua e dançar sensualmente com um homem… Que choque!
Ela, por sua vez, não se importou muito com a “repercussão negativa”: “As pessoas estão pensando nisso mais do que eu pensei quando fiz. Fui apenas eu mesma naquele palco. Fiz história”, disse na epóca. No ano seguinte lá estava ela como a grande vencedora da premiação. E, veja só, este ano é a anfitriã da noite, numa tentativa da MTV em trazer mais interesse para seu principal produto. Parece que o jogo virou, não é mesmo?!

Continua após a publicidade

** O VMA acontece no domingo (30) a partir das 21h, e o MdeMulher está preparando uma cobertura especial para a premiação: acompanhe nossas atualizaçoes no Facebook e Instagram

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.