Clique e Assine CLAUDIA por R$ 9,90/mês
Continua após publicidade

Culinária (literalmente) internacional: conheça 6 restaurantes de refugiados em São Paulo

Para conhecer comidas diferentes ao mesmo tempo em que prestigia o trabalho destes imigrantes.

Por Giovana Feix
Atualizado em 21 jan 2020, 05h25 - Publicado em 6 set 2016, 13h26

Se é verdade que a questão dos refugiados tem chamado bastante atenção na mídia internacional, não é tão fácil travarmos contato com esses imigrantes no dia-a-dia. Segundo levantamento da Agência da ONU para Refugiados (ACNUR), o Brasil abriga hoje mais de 8.863 refugiados reconhecidos, tendo a solicitação de refúgio no país aumentado mais de 1.868% de 2010 até 2015 – e isso é ótimo! Com a fusão das culturas, estes seis restaurantes da capital paulista comandados por refugiados (e refugiadas) são boas opções para conhecer um pouco mais sobre eles. Com precinho honesto e comidas diferentes, você não vai se arrepender:

1. OgarettBrás

Reprodução Facebook
Reprodução Facebook ()

O jovem sírio Eyad Abuharb cozinha há mais de um ano no Brás. Seu restaurante vende principalmente shawarma, mas também kafta e sujek – de carne picante.

Endereço: Rua Doutor Ornelas, 150

Mais informações na página do Ogarett no Facebook.

2. Muna – Sabores e Memórias Árabespor encomenda

Continua após a publicidade
Reprodução Facebook
Reprodução Facebook ()

Muna Darweesh só cozinhava para a família, na Síria. No Brasil, cozinha para quem encomendar seus quitutes árabes: entrega encomendas na sua casa ou em estações de metrô.

Mais informações na página de Muna no Facebook.

3. Talal Culinária SíriaBrooklin

Reprodução Facebook
Reprodução Facebook ()

O sírio Talal Al-tinawi abriu em abril de 2016 seu restaurante em São Paulo, depois de levantar mais de R$ 70 mil em campanha de financiamento coletivo.

Endereço: Rua das Margaridas, 59

Continua após a publicidade

Mais informações na página do Talal no Facebook.

4. Al JaniahAnhangabaú

Reprodução Facebook
Reprodução Facebook ()

Os proprietários desse restaurante são refugiados palestino-sírios. Isso quem sabe explica a politização do local, que faz dos eventos e da própria essência do Al Janiah um ato de resistência.

Endereço: Rua Álvaro de Carvalho, 190

Mais informações na página do Al Janiah no Facebook.

Continua após a publicidade

5. Casa NarguileSantana

Reprodução Facebook
Reprodução Facebook ()

O dono da casa era, na Síria, dono de fábrica. Em São Paulo, abriu a tabacaria, que também vende comida árabe. Lá, come-se shawarma, falafel, homus e baba ganoush.

Endereço: Rua Doutor Cesar, 760

Mais informações na página da Casa Narguile no Facebook.

6. DamascusPinheiros

Continua após a publicidade

Reprodução Facebook
Reprodução Facebook ()

O estabelecimento começou vendendo doces, mas hoje conta também com almoço – prato do dia e buffet. O sírio de 20 anos Tarik Balbke é quem faz os doces. Em seu país de origem, ele já trabalhava como padeiro.

Rua Cônego Eugênio Leite, 764

Mais informações na página do Damascus no Facebook.

 
Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de 14,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.