Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Se Conselho Fosse bom Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Palpites existenciais, afetivos, profissionais e amorosos, por Karin Hueck, escritora e editora-chefe de CLAUDIA
Continua após publicidade

“Vi meu marido beijando a própria sobrinha. O que eu faço?”

É muito importante reconhecer quem é o adulto nessa historia. O que fazer nesses casos?

Por karin.hueck
23 jan 2024, 07h02

Você também está precisando de conselhos? Então mande as suas dúvidas para se.conselho.fosse.bom@bol.com.br 

Sou casada há 5 anos. Meu casamento é normal, com os altos e baixos de toda relação – mas normal, de um modo geral. O último ano foi de muitas mudanças em nossas vidas. Acabei ajudando uma cunhada minha, que tem uma filha de 18 anos. Meu marido tem 32 anos e é o tio dela. Ontem peguei os dois na lavanderia da minha casa se beijando. Na hora, o chão fugiu dos meus pés. Conversamos e ele me disse que ela se declarou já faz muito tempo e ele disse que deixou claro que era uma amor impossível. Mas eu não confio mais no que ele diz. Detalhe: eu fiz de tudo pra ajudar essa menina e sua mãe, porque estavam passando por momentos difíceis. Elas não moram comigo, mas vieram morar na casa ao lado. Sinto uma agonia no peito, e não sei o que fazer. Meu coração e minha cabeça dizem que é o fim, mas sinto que a ficha ainda não caiu. Só sei que não confio nele, e desconheço o homem com quem me casei.
– Traída na lavanderia

Cara traída na lavanderia
É esperado que a sua ficha ainda não tenha caído – não sei bem ao certo qual é o tempo exato que demora para processar uma informação dessas. Acho que é hora de permitir que esse tempo passe e você consiga organizar seus sentimentos. Pode ser que você decida se separar, pode ser que não – mas acho importante saber diferenciar o comportamento do seu marido do da sobrinha. “Foi ela que se declarou para mim” não me parece convincente. Uma adolescente de 18 anos já não é menor de idade, mas é muito, muito nova. O adulto responsável nessa história é o seu marido. É ele que tem todas as ferramentas emocionais e morais para fugir dessas supostas “investidas”. Mais do que isso: ele poderia te contar o que andava acontecendo e até sugerir que a cunhada e a sobrinha se afastassem. Isso, sim, seria o correto. Mas algo me diz que seu coração já sabe disso – o que é ótimo. Talvez seja uma boa ideia encontrar um lugar provisório para a cunhada e a filha passarem um tempo longe. Seja gentil consigo mesma para processar tudo – e boa sorte.

Receba nossos conteúdos e receitas exclusivas diretamente no seu WhatsApp. Acesse aqui o canal de CLAUDIA!

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.