Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Flavia Viana

Bailarina e jornalista, ou jornalista e bailarina. Tanto faz. A coluna fala sobre métodos, histórias, entrevista pessoas, mostra tendências, espetáculos, entre outros assuntos relacionados, mas colocando em tudo isso o mais importante: seu grande amor pela dança
Continua após publicidade

Atriz Bia Santana detalha a sua relação com a dança

Na reta final do remake de "Elas Por Elas" na TV Globo, a jovem atriz e modelo fala da importância da dança e seus movimentos em sua vida

Por Flavinha Viana
Atualizado em 9 abr 2024, 10h17 - Publicado em 9 abr 2024, 10h01

A atriz e modelo Bia Santana, batizada Ana Beatriz Silva de Santana, tem apenas 20 anos e é natural do Rio de Janeiro (RJ) – mas já trilha uma jornada de muita celebração, encarando seu primeiro desafio na televisão com a personagem Vic em “Elas por Elas”, sucesso de 1982 que ganhou remake na TV Globo.

Em 2023, Bia também estreou nas passarelas da 56ª edição da São Paulo Fashion Week, e mesmo com muito frio na barriga se apaixonou pela experiência. “Eu amo moda! Muitas pessoas me elogiam, falam até que sou estilosa, e eu fico muito feliz! Gosto que as pessoas olhem pra mim e vejam algo diferente, que vejam um toquezinho diferente, um toquezinho de vida. Sempre quis trabalhar como modelo e, depois que eu consegui, fico ainda mais animada com qualquer editorial fashion e fotos. Eu falo que consigo me comunicar muito através da moda e das roupas que eu uso, além de conseguir mostrar sempre várias versões de mim”, explica.

atriz bia santana
Bia Santana gosta de unir suas duas maiores paixões: a dança e a moda (Fael Gregorio/CLAUDIA)

Finalizando o trabalho na novela, Bia se emociona sempre que se lembra de como construiu essa menina de apenas 15 anos abandonada pela família biológica, mas feliz com a atual que a adotou.

“Foi algo desafiador, porque a minha adolescência foi muito boa, muito leve, consegui curti-la. Eu ia para as festas de 15 anos toda semana, me apaixonei, briguei, ri, sofri, fiz amigos. Queria muito que ela vivesse tudo, mas sei que são pessoas, histórias e trajetórias diferentes”, fala.

Bia sempre foi apaixonada pelo mundo da arte. Ela dança desde os quatro anos de idade, e aos nove já manifestava interesse em ser artista. Aos 11, começou a estudar teatro. No ano passado, foi quando conquistou a primeira oportunidade profissional. “Nas duas primeiras semanas na minha agência (Rock MGT), fechei uma campanha para uma empresa de telefonia. Seis meses depois, fiz o meu primeiro teste para ‘Elas Por Elas’ e passei. Já recebi propostas internacionais para lugares como China e Barcelona, mas preferi seguir no Brasil e investir na carreira de atriz”, lembra.

bia santana
“Costumo dizer que a dança é todas as artes em uma só”. (Fael Gregorio/CLAUDIA)

Entre suas artes e paixões está a dança. Bia já fez ballet, jazz, sapateado, dança contemporânea e danças urbanas, movimentos que dão suporte a sua carreira como atriz e modelo, e sempre que pode as salas de aulas se fazem presente em sua rotina.

Continua após a publicidade

Costumo dizer que a dança é todas as artes em uma só. Todos os dias comprovo isso. A postura, a disciplina, saber me posicionar na multidão, saber que importo, a linguagem corporal, tudo! Ter começado minha carreira pela dança foi a melhor coisa que poderia acontecer pra mim”, expõem.

Bia bateu um papo com a gente e fotografou com exclusividade para a nossa coluna em CLAUDIA com as inspirações que ela mais ama: moda e ballet.

Claudia: Bia, como a sua relação com a dança começou?

Bia: Não lembro exatamente quando comecei a dançar, era tão novinha! No meu segundo aninho de vida, tivemos alguns grupos de dança em uma festa. Minha mãe conta que ali eu já dancei junto. Ela sempre me disse que eu amava dançar sozinha em casa, e resolveu me colocar no balé. Comecei a fazer balé com 4 aninhos e nunca mais parei de dançar.

Bia Santana ensaio ballet claudia
Bia se diverte durante ensaio. (Fael Gregorio/CLAUDIA)

Claudia: Então você sempre gostou de dançar?

Continua após a publicidade

Bia: Sempre amei! Gostar ainda é pouco perto do que sinto pela dança. É uma sensação de pertencimento, de liberdade. Sempre me senti assim dançando. É onde eu mais consigo me expressar!

Claudia: Quais benefícios a dança trouxe para a sua vida?

Bia: Inúmeros benefícios! Desde o psicológico, até a influência de comportamento no mundo. Acredito que o maior ensinamento foi não desistir facilmente das coisas que quero alcançar. Parece clichê, mas ser obcecada pela arte me fazia buscar e dar o meu melhor. Quando não conseguia fazer algum passo, eram semanas treinando e repetindo sem parar até sair perfeitamente dentro do meu objetivo. Hoje, sou assim para tudo na vida, se quero algo, mesmo com dificuldade, vou alcançar!

Claudia: Você é jovem, iniciando sua carreira como atriz e modelo, mas você leva a leveza e a disciplina da dança para seus trabalhos…

Bia: Costumo dizer que a dança é todas as artes em uma só. Todos os dias comprovo isso. A postura, disciplina, saber me posicionar na multidão, saber que importo, a linguagem corporal. Tudo! Ter começado pela dança foi a melhor coisa que poderia acontecer.

Continua após a publicidade
bia santana ensaio ballet para claudia
“Quem é bailarina, nunca deixa de ser bailarina” (Fael Gregorio/CLAUDIA)

Claudia: Quais modalidades você já praticou/pratica na dança?

Bia: Ballet clássico, jazz, contemporâneo, danças urbanas e sapateado.

Claudia: Tem uma preferida?

Bia: É difícil escolher uma só, mas recentemente, de uns 3 anos pra cá, descobri uma paixão incontrolável pelo sapateado. Foi a última modalidade que comecei a praticar e ganhou meu coração de forma surreal. O sapateado tem a capacidade de criar a própria melodia para a dança. Isso me ganha! Faz meu coração saltar! É LINDO! Posso criar minha própria música para a minha própria dança. É poético! É liberdade!

Claudia: Tem tido tempo de praticar?

Continua após a publicidade

Bia: Queria que fosse mais! Uma das minhas primeiras metas para esse ano é voltar às aulas com mais frequência! Mas nunca paro de dançar. Quem é bailarina, nunca deixa de ser bailarina! Nem sequer por um dia. Como disse, a dança pra mim é terapêutica! Se estou triste, danço, se estou feliz, danço! Ligo meu aplicativo de música e vou embora.

Bia Santana para Claudia
Bia Santana para Claudia. (Fael Gregorio/CLAUDIA)

Claudia: Alguém te inspira na dança?

Bia: Minha maior inspiração na dança foram os professores que tive na vida. Nunca idealizei alguém dentro dessa arte como minha inspiração, justamente porque vejo a dança como liberdade. Cada um tem uma música dentro de si, a dança libera o que cada um tem de melhor. Se eu pudesse homenagear alguém que realmente me inspirou, seria o professor Maicon de Queiroz. Infelizmente, o perdemos para a Covid-19, mas ele marcou a minha vida de uma forma única. O amor dele pela arte e pelos alunos me fazem lembrar com tanto carinho de sua trajetória. Hoje, eu danço com parte da sua dança. Se eu pudesse homenagear alguém e dizer que sempre será minha inspiração, seria ele!

Claudia: Dança também é arte. Acha que te ajudou a escolher esse caminho?

Bia: Sem dúvidas! Meu amor pela dança fez despertar o olhar para as todas as outras artes.

Continua após a publicidade

Claudia: Bia, como foi fazer este ensaio?

Bia: Foi representativo demais para mim e para minha a história. Me fez voltar lá atrás e relembrar o motivo pelo qual amo tanto as artes. Me relembrou o motivo pelo qual comecei tudo isso aqui. Foi lindo, delicado, realmente inspirador! Um abraço quentinho no coração ver essas fotos e saber que sempre pertenci a esse lugar.

Claudia : Poderia deixar uma frase inspiradora pra CLAUDIA e suas leitoras?

Bia: Que você nunca desista de ser tudo aquilo que sabe que nasceu para ser! Acho que foi isso que me trouxe até aqui. Sei que nasci para pertencer a isso! É sobre propósitos.

Bia Santana para Claudia
Apaixonada por dança, Bia já experimentou diversas modalidades. (Fael Gregorio/CLAUDIA)

Fotos: Fael Gregorio
Styling: Leo Augusto
Beauty: Igor beauty
Retouch: Krlos
Assistente de foto: Krlos
Coordenação: Flavinha Viana

Agradecimentos: Só Dança (Collant)Bloch Brasil (Sapatilha meia ponta)Gaynor (sapatilha de ponta)Ateliê Vanessa Ballet (Tutu prato)Lara Bassoli (Saia branca de tule/camadas).

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

Domine o fato. Confie na fonte.
10 grandes marcas em uma única assinatura digital

10 grandes marcas em uma única assinatura digital

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.