CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS
Denise Steiner Por DERMATOLOGIA A médica Denise Steiner é dermatologista, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e doutora pela Unicamp

Melasma melhora com microagulhamento?

Conheça as vantagens do tratamento para a melhoria das manchas na pele

Por Denise Steiner Atualizado em 2 jun 2022, 16h25 - Publicado em 3 jun 2022, 08h14

Melasma é caracterizado como uma mancha acastanhada que aparece em mulheres adultas principalmente na testa, bochecha e buço. Essa mancha perturba muito as mulheres, que baixam a autoestima, ficam depressivas e pioram as relações familiares e sociais. Além disso, essas mulheres e cerca de 10% dos homens procuram todos os tratamentos milagrosos que existem por aí, gastando muito dinheiro e ganhando muita frustração.

O mais importante em relação ao diagnóstico é que esta ele é um pedido de socorro que o nosso organismo está gritandoA paciente com melasma pode estar com desequilíbrio hormonal, pode estar com estresse, síndrome metabólica, ovário policístico, esteatose hepática, início de diabetes tipo 2, obesidade ou sobrepeso, entre outras doenças. Portanto, priorize um diagnóstico claro e completo para tratar a mancha, mas principalmente cuide da saúde do seu corpo.

O melasma deve ser tratado com cuidados básicos, cremes clareadores e associação de procedimentos. Os cuidados básicos incluem limpeza suave (que pode ser feita com sabonetes, cremes e loções que não tenham álcool ou produtos irritantes e secativos) duas vezes ao dia, hidratação pelo menos uma vez ao dia e fotoproteção para radiação UVA e UVB com pigmento (óxido de ferro) com repetição cerca de três vezes ao dia. O hidratante deve e precisa ser usado para manter a pele saudável e pode ser com ácido hialurônico, ceramida, vitamina E, glicerina, pantenol entre outros.

Além disso, podemos incluir procedimentos como peelings, microagulhamento e também lasers. Um tipo de microagulhamento muito interessante para o tratamento do melasma, que chama microinfusão de medicamento na pele MMP®, usa um equipamento tipo máquina de tatuagem, com agulhas que fazem uma vibração. As medicações que são colocadas podem ser aspiradas e aplicadas na pele manchada.

O medicamento utilizado deve ser estéril e pode ser composto por vitaminas, clareadores como ácidos tranexâmico e kógico, vitamina C, alfa hidroxiácidos entre outros.

Nesse tipo de tratamento, além da ação do medicamento também haverá o estímulo das picadas na pele, provocando a liberação de fatores de crescimento naturais que também melhoram a qualidade da pele. São indicadas cerca de quatro a seis sessões com intervalos quinzenais, proporcionando um clareamento ao longo do tempo.

Usamos anestesia local e devemos promover um eritema leve com discreto orvalho. Após o tratamento deve ser usado hidratante duas a três vezes ao dia e filtro solar. A recuperação da pele ocorre em dois a três dias. Esse tratamento é interessante, eficaz, pouco agressivo e com bom custo-benefício.  

Cuide-se. 

Continua após a publicidade

Publicidade