CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 14,90/MÊS
Denise Steiner Por DERMATOLOGIA A médica Denise Steiner é dermatologista, ex-presidente da Sociedade Brasileira de Dermatologia e doutora pela Unicamp

Laser de CO2: mil e uma utilidades

Revolucionário na dermatologia, o laser é indicado para o tratamento da pele envelhecida com rugas, sulcos, flacidez, manchas e elastose

Por Denise Steiner Atualizado em 2 Maio 2022, 10h27 - Publicado em 2 Maio 2022, 10h11

Quando o laser de CO2 chegou na área da Dermatologia foi uma revolução, denotando que aquele era um marco que desvendaria novos tempos. Esse laser é considerado ablativo, que significa fazer a ablação ou a troca da pele. Até então, nós dermatologistas fazíamos peelings químicos para provocar a renovação celular.

O laser de CO2 tem afinidade pela água e através de energia alta “cauteriza” as camadas mais superficiais e emite colunas de calor que atingem as camadas mais profundas e provocam, devido a processos biomoleculares, o estímulo da produção de colágeno. Ele é indicado para o tratamento da pele envelhecida com rugas, sulcos, flacidez, manchas e elastose.

Elastose é o processo de destruição das fibras de colágeno e elastina que acontece ao longo do tempo, por causa de agressões externas como sol e poluição e também por processos internos como doenças autoimunes, inflamação, alterações hormonais entre outros. O laser de CO2 pode também ser usado para áreas específicas, como região dos olhos (em substituição da cirurgia chamada de blefaroplastia), que estejam flácidas e com rugas acentuadas. Também pode ser usado para tratar a área ao redor da boca que esteja muito enrugada, caracterizando o que chamamos de “código de barras”.

A pele deve ser preparada com ácido retinóico alternando com hidratante por volta de duas semanas. Podem ser escolhidos parâmetros diferentes para cada caso e os principais são: fluência e densidade. A fluência é a energia que o aparelho irá liberar e a densidade é como ele irá preencher aquele espaço de pele a ser tratado. O aparelho tem uma ponteira que encosta na pele e faz um desenho.

Não deve haver mais do que 10% de sobreposição e toda área deve ser tratada. O procedimento é dolorido e há necessidade de anestesia prévia feita com infiltração local. Em geral há necessidade de uma sessão que promove resultados importantes e duradouros. Conforme os parâmetros utilizados há mais ou menos inchaço que dura 2 a 3 dias e descamação que persiste de 7 a 10 dias.

A pele deve ser limpa e hidratada pelo menos duas vezes ao dia durante 10 dias. Após esse período a receita do dia a dia é retomada e a pele vai voltando à normalidade, ficando menos manchada, mais homogênea e com menor grau de flacidez e enrugamento. A Clínica Denise Steiner tem um dos melhores aparelhos de CO2 e experiência comprovada com esse procedimento.

Cuide-se.

Continua após a publicidade

Publicidade