Assine CLAUDIA por R$2,00/semana
Imagem Blog

Carreira & Cia. Materia seguir SEGUIR Materia seguir SEGUINDO

Por TRABALHO
Mulheres compartilham experiências para contribuir com o seu desenvolvimento profissional e para ajudá-la a se preparar para as mudanças no mundo do trabalho
Continua após publicidade

É imperativo que mulheres ocupem espaços na política

Samanta Costa, presidente da Fundação 1° de Maio, fala sobre a participação feminina na política

Por Samanta Costa
14 nov 2023, 07h57

A presença e o papel das mulheres na política têm evoluído ao longo do tempo, mas ainda há um longo caminho a percorrer para alcançar a igualdade de gênero nesse campo fundamental da sociedade. Segundo a Inter-Parliamentary Union, o Brasil é um dos países com menor representatividade política feminina na América Latina, ocupando o terceiro lugar nesse ranking.

Nessa avaliação, nossa taxa de representação política feminina fica cerca de dez pontos percentuais abaixo da média global, e isso é uma realidade praticamente inalterada desde a década de 1940.

Essa estagnação revela não apenas que estamos atrás de muitos países em relação à representatividade feminina, mas também que tivemos poucos avanços nos últimos anos.

De acordo com dados do IBGE, mais de metade da população brasileira (51,13%) é composta por mulheres, e segundo o Tribunal Superior Eleitoral, elas representam 53% do eleitorado.

Continua após a publicidade

No entanto, as mulheres ocupam atualmente menos de 15% dos cargos eletivos. Essa disparidade é um reflexo alarmante da desigualdade de gênero que persiste em nossa sociedade.

Se almejamos uma sociedade verdadeiramente igualitária, é imperativo que as mulheres ocupem os espaços de decisão, especialmente na política.

Esses locais de poder são cruciais para garantir que a voz das mulheres seja representada em todas as esferas de políticas públicas. Afinal, como podemos esperar políticas eficazes para esse público quando quem formula, analisa e executa essas políticas geralmente não são elas?

Continua após a publicidade

Se não houver mulheres presentes nessas discussões, quem irá falar em nome delas? A resposta é clara: ninguém.

Portanto, a presença das mulheres em cargos políticos é fundamental para garantir que suas necessidades e perspectivas sejam levadas em consideração, seja em iniciativas de dignidade para a população carcerária feminina, em programas de cotas para mulheres no mercado de trabalho, ou em leis para reduzir a disparidade salarial de gênero em funções semelhantes.

A ausência do público feminino nesses debates compromete a representação e a sensibilidade de políticas de gênero, criando um ciclo prejudicial.

Continua após a publicidade

Superar os desafios que as mulheres enfrentam na política requer esforços coordenados. A predominância de homens, em particular homens brancos e cisgêneros, frequentemente mais velhos e com mentalidades arraigadas de uma geração passada, é um obstáculo significativo.

É necessário encontrar espaço e respeito em meio a essas figuras, algo que, em um mundo ideal, não deveria ser uma dificuldade. No entanto, a realidade é que o machismo ainda prevalece.

Iniciativas como o programa Lidera+, entre outras ações que capacitam e preparam mulheres para a política, desempenham um papel crucial nesse cenário.

Continua após a publicidade

Quanto mais mulheres estiverem prontas e tecnicamente preparadas para assumir cargos políticos, maior será a probabilidade de serem eleitas.

Isso desencadeará um efeito dominó, com mais e mais mulheres ocupando os espaços que lhes pertencem por direito. Este é o caminho para uma política mais inclusiva e representativa, e um passo vital para a construção de uma sociedade igualitária.

As mulheres na política não apenas impactam diretamente a formulação de políticas, mas também servem de modelo para as gerações futuras.

Continua após a publicidade

Quando meninas veem mulheres em posições de liderança, isso as inspira a buscar carreiras políticas e desafia as restrições de gênero que historicamente limitaram as oportunidades das mulheres.

A jornada para alcançar a plena igualdade de gênero na política é desafiadora, mas é uma luta que vale a pena para o benefício de todos.

É um investimento no futuro de uma sociedade mais justa e igualitária, onde todas as vozes são ouvidas e representadas em todos os aspectos da vida pública.

Publicidade

Essa é uma matéria fechada para assinantes.
Se você já é assinante clique aqui para ter acesso a esse e outros conteúdos de jornalismo de qualidade.

O mundo está mudando. O tempo todo.
Acompanhe por CLAUDIA e tenha acesso digital a todos os títulos Abril.

Acompanhe por CLAUDIA.

Impressa + Digital no App
Impressa + Digital
Impressa + Digital no App

Moda, beleza, autoconhecimento, mais de 11 mil receitas testadas e aprovadas, previsões diárias, semanais e mensais de astrologia!

Receba mensalmente Claudia impressa e tenha acesso ilimitado ao site, edições
digitais e acervos nos aplicativos de Veja, Veja SP, Veja Rio, Veja Saúde, Claudia, Superinteressante, Quatro Rodas, Você SA e Você RH.

a partir de R$ 12,90/mês

PARABÉNS! Você já pode ler essa matéria grátis.
Fechar

Não vá embora sem ler essa matéria!
Assista um anúncio e leia grátis
CLIQUE AQUI.