CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS
Caroline Apple: nova colunista de CLAUDIA assina a seção semanal "A parte que me cabe" A parte que me cabe Idealizadora do @namastreta, a jornalista Caroline Apple trilha o caminho da autorresponsabilidade nos relacionamentos

3 dicas para você parar de “atrair” relacionamentos ruins

Identificar o que nos leva a vivenciar relacionamentos semelhantes auxilia na quebra de padrões de comportamento

Por Caroline Apple Atualizado em 18 jul 2022, 17h37 - Publicado em 18 jul 2022, 16h55

Se eu te contar que esse papo de “atrair” relacionamentos ruins não é bem assim? Se eu te contar que não é bem a vida que está te trazendo essas relações para te ensinar algo? Se eu te contar que não é bem sobre atração e sim sobre escolha?

Já vi muitas amigas (e eu mesma, claro) se questionando por quais motivos viveram uma relação ruim com outra pessoa e porque o relacionamento recém-acabado parecia mais um repeteco das relações anteriores.

“Por que atraio gente assim?” é uma indagação que vira e mexe aparece nos chorosos desabafos.

Acontece que passei a perceber que a vida não se trata do que atraímos, mas do padrão de escolha que desenvolvemos por motivos que nem a ciência talvez um dia consiga explicar. É uma reunião de fatores tão íntimos que vão ganhando escala até aquilo que podemos ver e analisar. Porém, são muitos detalhes que nos levam a fazer qualquer tipo de escolha, das mais simples até a escolha de uma pessoa parceira.

Claro que identificar o que nos leva a vivenciar relacionamentos tão semelhantes é onde está a cura definitiva para quebrar o padrão de comportamento. Mas enquanto você busca, é possível ir fazendo pequenos exercícios diários rumo a essa libertação.

Vem comigo!!

1

De olho nos sinais

Assuma que raramente esses relacionamentos repetidos são uma grande surpresa. As bandeiras vermelhas são hasteadas em diversos pontos no início da relação. Não ignore os fatos em nome de uma fantasia. Não arrume desculpas para si mesma diante daquilo que te deixa desconfortável.

Continua após a publicidade

2

Solidão como aliada

Uma dica de ouro para as mulheres que querem romper esses padrões negativos que as fazem topar relacionamentos ruins é encarar de frente a solidão. O medo de ficar só, geralmente, é um fator importante que leva uma pessoa a entrar e permanecer em relações ruins. Depois que esse medo abrandar, pode ter certeza que muita coisa vai mudar.

3

Não nosso de cada dia

Outro exercício é dizer o divino “não” para coisas que te fazem mal no geral. Aquele happy hour que você não quer ir, mas vai para agradar. Aquela visita que você faz na casa de um familiar que você vai arrastada para cumprir protocolo. Os resultados positivos dessas negativas ajudam a fortalecer as futuras decisões, porque essa sensação de liberdade de escolha vai nos contaminando e passamos a querer senti-la em todas as esferas da vida, inclusive nos relacionamentos.

Bora treinar?

Continua após a publicidade

Publicidade