Artesanal, colorido e versátil: saiba tudo sobre o ladrilho hidráulico

Em um piso inteiro, em detalhes ou na parede, ele quebra a monotonia e dá um charme instantâneo a qualquer ambiente da casa.

Ladrilhos de revestimento feitos à base de cimento, sem necessidade de cozimento (ou seja, mais práticos que a cerâmica) e que possibilitam o trabalho artesanal de estampas. Quando o ladrilho hidráulico foi apresentado ao mundo, na Exposição Universal de 1867, em Paris, todos caíram de amores. Seu “reinado” durou até os anos 1960, quando materiais de produção em grande escala (ou seja, mais baratos) entraram no mercado.

Mas tudo que é bom volta: o ladrilho hidráulico foi relembrado no começo deste século e ficou. Hoje, é uma alternativa incrível, colorida e muito estilosa para pisos inteiros, detalhes de pisos – casa super bem com cimento queimado e madeira, por exemplo – e paredes – principalmente na cozinha e na churrasqueira.

Ladrilho hidráulico - piso com cimento queimado

 (Pinterest/Reprodução)

Ladrilho hidráulico - piso com madeira

 (Pinterest/Reprodução)

Ladrilho hidráulico - piso total

 (Pinterest/Reprodução)

Ladrilho hidráulico - parede da cozinha

 (Pinterest/Reprodução)

Ladrilho hidráulico - churrasqueira

 (Pinterest/Reprodução)

Fabricação e padrões do ladrilho hidráulico

O nome “hidráulico” desse tipo de ladrilho se deve ao fato de ele precisar ficar em média oito horas debaixo d’água para a cura – ele não é cozido, é “molhado”. “A porosidade das peças permite que elas recebam desenhos e pinturas de todos os tipos, mas também as deixa um pouco mais frágeis que as cerâmicas com que nos acostumamos”, afirma a arquiteta Marilei Araújo.

A produção é artesanal: o cimento é colocado manualmente em moldes de cobre, um a um. Um lote feito sob medida leva em torno de um mês para ficar pronto. Eles podem ser lisos, decorados ou antiderrapantes – nos dois últimos casos, os sulcos para preenchimento com as cores escolhidas e os relevos são colocados no molde.

“O legal do ladrilho hidráulico é que ele consegue dar qualquer visual à casa. As peças podem ter um padrão retrô, um preto e branco atemporal ou um patchwork de cara moderninha”, exemplifica Marilei.

Ladrilho hidráulico - retrô

 (Histórias de Casa/Reprodução)

Ladrilho hidráulico preto e branco

 (Pinterest/Reprodução)

Ladrilho hidráulico - patchwork

 (Pinterest/Reprodução)

Manutenção do ladrilho hidráulico

É bem fácil manter o ladrilho hidráulico limpo: basta usar pano e água, com a adição de um limpador multiuso quando a situação estiver mais dramática. Para facilitar ainda mais a vida de todos, a arquiteta recomenda a aplicação anual de resina ou verniz hidrofugante (para manter as peças protegidas e impermeabilizadas) e mensal de cera comum (para manter o brilho).

Ladrilho hidráulico - parede

 (Pinterest/Reprodução)

Ladrilho hidráulico

 (Pinterest/Reprodução)

Atenção para comprar o ladrilho hidráulico verdadeiro

Desde que o ladrilho hidráulico voltou a ser usado, imitações começaram a aparecer no mercado. Fique atenta para não ser enganada. Marilei dá as dicas que podem denunciar uma imitação de ladrilho hidráulico:

– Peças com preço muito baixo – por serem artesanais, os ladrilhos hidráulicos são um pouco mais caros que as cerâmicas comuns. “A não ser que seja uma super promoção, queima de estoque mesmo, é para desconfiar de ladrilhos hidráulicos muito baratinhos”, alerta.

– Peças milimetricamente iguais – também por serem artesanais, é normal que os ladrilhos hidráulicos apresentem leves diferenças de peça para peça. Iguaizinhos demais? Imitações na certa!

– Peças muito grandes – os ladrilhos hidráulicos verdadeiros têm tamanho padrão de 20 cm x 20 cm. “O tamanho se justifica pela resistência. É o limite para as peças não quebrarem na aplicação”, esclarece a arquiteta. Pode arquear as sobrancelhas quando se deparar com enormes quadrados ou retângulos que se digam ladrilhos hidráulicos, porque não são.