Por quanto tempo é preciso guardar documentos e comprovantes?

Por mais que seja um alívio jogar no lixo aquela papelada acumulada ao longo do ano, alguns documentos precisam ser guardados por mais tempo para evitar problemas no futuro

Mantenha suas cópias de contratos enquanto eles estiverem vigentes
Foto: Dreamstime

A gente sabe como é renovador fazer uma limpeza geral nos documentos velhos em algum momento do ano. Dá uma leveza, né? Mas não é todo comprovante que podemos mandar pelos ares. Alguns deles precisam ser guardados por um tempo para evitar dor de cabeça no futuro. Ainda bem que empresas que fornecem água, luz, telefone, TV por assinatura, operadoras de cartão de crédito e escolas são obrigadas por lei a encaminhar todo começo de ano uma declaração de quitação de débitos referente ao ano anterior. Descubra por quanto tempo deve-se arquivar cada comprovante:

5 anos

Tributos municipais, estaduais e federais, água, luz, telefone e gás, plano de saúde, mensalidade escolar (cursos livres também), honorários de advogados, médicos e dentistas e a fatura do cartão.

De 1 a 3 anos

Durante três anos, guarde os documentos de pagamento do aluguel. A papelada do seguro da casa ou do carro (proposta, apólice e comprovantes de quitação) deve ser guardada durante o ano de vigência e por um ano após o fim do contrato.

Casos específicos

Guarde notas fiscais de eletrônicos, eletrodomésticos e automóveis durante a vida útil do produto. Fique com comprovantes de financiamento de imóveis e carros até quitar tudo. Mantenha a proposta e o contrato do convênio médico enquanto for cliente do plano.