Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês

Bati o pé até a empresa de telefonia me pagar

Processei, limpei meu nome e ainda consegui uma indenização de R$ 5 mil

Por Redação M de Mulher - Atualizado em 21 jan 2020, 07h27 - Publicado em 7 jul 2009, 21h00
Bati o pé até a empresa de telefonia me pagar

Se todas as pessoas lesadas exigirem justiça, 
os serviços no Brasil vão melhorar muito
Foto: arquivo pessoal

Eu estava na faculdade quando recebi uma ligação da empresa de telefonia concorrente da que uso. O atendente sabia que eu tinha um plano pós-pago e que pagava as contas em dia. Então, ofereceu um aparelho mais moderno e um plano mais barato.

Eu tinha sete dias para devolver o telefone caso não estivesse satisfeito. A regra vale para produtos recebidos pelo correio. É lei!

Recebi uma conta

Liguei na minha operadora pra cancelar a linha e eles cobriram a proposta da concorrente. Eu estava havia seis dias com o celular novo quando disse que não queria mais. Eles retiraram o aparelho e me deram uma carta dizendo que eu não precisaria pagar nada.

Fiquei surpreso quando recebi uma conta. Liguei pra empresa e eles me pediram para desconsiderar. Fiquei tranquilo, afinal, eu tinha uma carta dizendo que não precisava pagar nada, né?

Fui parar na Serasa

Três meses depois fui avisado de que meu nome estava na Serasa. Era o que faltava! Eu trabalho em banco e isso poderia dar em demissão. Afinal, se você não cuida das próprias finanças, como vai administrar as dos outros? É assim que os bancos pensam. Tive que explicar a situação para o chefe do meu chefe, imagina.

Continua após a publicidade

Reclamei na Anatel

Liguei na tal empresa avisando que haviam negativado meu nome por engano e enviei uma notificação extraoficial – uma carta escrita por mim com uma cópia do comunicado que me isentava de pagar. Também fiz uma reclamação no site da Anatel, para poder imprimir e ter prova da queixa.

Meu nome foi retirado da Serasa. Ótimo… se eu não tivesse recebido, em dois meses, outra carta dizendo que meu nome estava sujo de novo! Aí, era demais.

Entrei com uma ação no Juizado Especial Cível. Qualquer pessoa pode fazer isso, desde que a indenização não passe de 20 salários mínimos.

Três meses depois que apresentei a ação no fórum aconteceu a audiência de conciliação. Pedi 20 salários mínimos, mas os advogados da empresa não concordaram. E foi marcada outra audiência para o julgamento.

Na segunda audiência, os advogados argumentaram que eu deveria ter pagado a conta. Mas eu tinha duas cartas dizendo que não precisava! Resultado: ganhei! O juiz fixou a indenização em R$ 5 mil. Eles teriam dez dias pra depositar o valor ou recorrer. E recorreram! Mas no 11º dia.

Sorte que eu percebi isso e corri ao fórum pra avisar o juiz. Senão, o processo iria para uma instância superior e aí sabe-se lá quando eu seria compensado. O juiz estabeleceu multa pela atraso e, 11 meses depois de ter entrado com a ação, recebi R$ 6 600.

Seria mais cômodo pagar os R$ 54,50. Mesmo estando certo. Sei que a minha indenização foi pequena, mas nenhuma empresa quer perder dinheiro. Se todas as pessoas lesadas exigirem justiça, os serviços no Brasil vão melhorar muito. Faça como eu, não deixe barato!

Continua após a publicidade
Publicidade