Clique e Assine a partir de R$ 7,90/mês

An-Verhulst Santos: “A diversidade está incorporada na empresa”

A presidente da francesa L'Oréal no Brasil falou no Fórum CLAUDIA como adotou o Brasil para a vida pessoal e profissional

Por Da Redação Atualizado em 6 mar 2018, 16h39 - Publicado em 6 mar 2018, 14h29

Presidente da L’Oréal no Brasil desde janeiro de 2017, a belga An-Verhulst Santos tem uma história de amor com o país. Em 2004, chegou sozinha, sem falar português, para capitanear uma área de produtos no Rio de Janeiro após anos de atuação em filias da empresa na Europa.

Pedi para sair da Europa. Queria ir para um país totalmente diferente, emergente. Queria aprender uma cultura nova. Eu queria ir para o Brasil”, conta a executiva no speech Por que escolhi o Brasil: a história de uma executiva belga que aposta na diversidade brasileira na vida e nos negócios realizado no Fórum CLAUDIA #EuTenhoDireito realizado nesta terça-feira (6). 

A diversidade cultural e de pessoas do país foi principal atrativo para a decisão de An. “A diversidade está incorporada na empresa”, diz a belga. Em sua fala, ela ainda lembrou que é 35% mais provável que empresas tenham melhor rendimento se houver diversidade étnica, segundo pesquisa da Korn Ferry Institute realizada no ano passado.

Assim, o Brasil caiu como uma luva na vida de An. A CEO conhecia o país apenas pelo que via na imprensa feminina belga, mas com as informações que encontrava soube que aqui encontraria território fértil para sua empresa e para seu coração. “As revistas de meu país falavam das belezas brasileiras, e claro, das belezas femininas – como o cabelo. O Brasil era o quarto maior mercado de beleza do mundo [na época] e o nono PIB mundial. Cheguei no Rio falando absolutamente nada mas me apaixonei. Para uma mulher sozinha, não era tão fácil. Mas eu falava para meus pais: se acontecer algo comigo, saiba que sou a mulher mais feliz do mundo.”

Continua após a publicidade
Publicidade