CLIQUE E RECEBA EM CASA A PARTIR DE R$ 12,90/MÊS

8 pecados profissionais

Aprenda a evitar os erros que impedem seu sucesso na empresa - e conquiste a promoção

Por Redação M de Mulher Atualizado em 20 jan 2020, 23h42 - Publicado em 10 Maio 2010, 21h00
8 pecados profissionais

Não pega bem ficar pendurada no telefone, com conversas pessoais, durante o período de trabalho
Foto: Getty Images

1. Falar gírias
Tome cuidado com a informalidade. As gírias podem confundir as pessoas e ser mal interpretadas. Falar corretamente significa tirar do vocabulário não só expressões como ”tipo assim”, mas sobretudo os erros disseminados pelo uso. É o caso de ”a nível de” (nunca diga, e jamais escreva!) e do gerundismo, consagrado na clássica ”vou estar fazendo”. Lembre-se: falar bem não é falar difícil. ”Ninguém precisa usar um vocabulário cheio de palavras complicadas. Basta ficar de olho na gramática e evitar expressões inadequadas”, explica João Pedro Caiado, consultor de Recursos Humanos.

2. Ficar pendurada no telefone
Você é daquelas que passam horas agarradas ao telefone do trabalho conversando sobre assuntos pessoais? Saiba que o ideal é usar o aparelho para falar sobre sua vida durante os intervalos e sempre com cautela. ”Não é recomendado abandonar as obrigações para falar ao telefone”, diz Caiado. Se for inevitável fazer uma ligação pessoal, não se esqueça de acionar também o seu desconfiômetro. Durante a conversa, fale baixo, seja discreta e não demore. Se tiver celular, deixe-o no vibracall, em um toque baixo ou desligado.

3. Vestir-se com vulgaridade
Uma saia muito curta e justa pode não estar nos padrões de vestuário do seu trabalho e causar má impressão. ”Por mais informal que seja esse local, fuja dos modelitos que lembrem fim de semana ou sejam muito sensuais”, alerta Célia Leão, consultora de etiqueta e comportamento. Se não quiser abrir mão das saias, opte por modelos que fiquem três dedos acima do joelho e que não possuam fendas. Você também pode investir em saias mais compridas que podem deixá-la muito elegante. Na hora de escolher as peças, deixe de lado as blusas muito decotadas e calças coladas, por exemplo. Quer saber como se vestir bem no trabalho? Leia nossas dicas sobre figurino no quadro em destaque.

4. Ter postura escandalosa
”As pessoas têm o direito de se expressar, mas precisam conhecer os limites” , explica João Caiado. Não existe um padrão único de etiqueta que possa ser adotado por todas as organizações, mas a discrição está sempre na lista de qualidades dos melhores funcionários. Se você faz parte do time de pessoas que riem muito alto e gritam, preste atenção no seu comportamento e procure estabelecer limites se estiver passando da conta.

Continua após a publicidade

5. Sempre chorar em público
Verter lágrimas frente a alguma situação adversa no trabalho, uma vez ou outra, passa longe de ser um sinal de fraqueza. Mas, se você anda chorando por qualquer motivo, fique atenta. O choro, muitas vezes, é fundamental para aliviar emoções e reequilibrar a mente, mas, em excesso, transmite uma imagem de descontrole emocional. Se perceber que vai cair no choro no trabalho, saia de perto dos colegas e vá até um local mais tranqüilo para se acalmar.

6. Ser bagunceira
A desorganização é a maior inimiga da produtividade. Além disso, o excesso de papéis, arquivos fora de ordem e as tarefas não planejadas e cumpridas com atraso passam uma imagem terrível de desleixo. Organize seus pertences e evite o acúmulo de materiais sem utilidade. Crie o hábito de fazer uma reorganização geral a cada três meses para manter tudo em ordem. Se tiver problemas com a pontualidade, programe suas atividades e passe a verificar diariamente se tem cumprido suas tarefas.

7. Fazer fofoca
Além de ser falta de etiqueta, o hábito de transmitir informações sobre a vida dos outros pode colocá-la em maus lençóis.”Uma funcionária falava mal de sua chefe no banheiro e não sabia que a mulher também estava lá. Foi demitida”, conta a consultora Maria Aparecida Araújo, autora do livro Etiqueta Empresarial – Ser Bem Educado É… Tente controlar a língua. E use a seguinte tática para escapar das fofoqueiras de plantão: diga que não quer mais falar de pessoas ausentes.

8. Errar no guarda-roupa
Você tem dúvidas sobre as roupas que pode ou não usar no trabalho? Aproveite as dicas da consultora Célia Leão para saber quais são as peças adequadas para essa ocasião.

Aposte em
. Calças com o cós mais alto
. Sapatilhas
. Camisas
. Batom cor de boca e rímel

Fuja de
. Calças com cós baixo
. Sapatos estragados ou com saltos muito altos
. Blusas decotadas e transparentes
. Batons escuros e sombras coloridas

Continua após a publicidade

Publicidade