19 mitos e verdades sobre hidratação capilar

Não são raras as receitas e técnicas difundias sobre o procedimento. Mas o que é mito e o que é verdade sobre o assunto?

Quem não se preocupa com hidratação? Em deixar os fios macios e brilhantes? Não são raras as receitas e técnicas difundias sobre a melhor maneira de realizar o procedimento perfeito nos fios. Mas o que é mito e o que é verdade sobre o assunto?

Nossa editora de beleza e bem-estar Fernanda Morelli conversou com a nossa coordenadora digital Clara Novais sobre o tema em vídeo transmitido pelo Facebook e solucionou todas as dúvidas sobre o tema.

1) Hidratação no cabelo precisa ser feita no salão?

Mito. A diferença entre a hidratação feita em casa e a do salão é que nos espaços de beleza os profissionais calculam o tempo de ação de cada produto, lavam o cabelo na temperatura correta, massageiam os fios da maneira certa e finalizam o procedimento conforme o indicado.

Mas isso não impede da hidratação ser feita em casa. Hoje em dia há muitas máscaras, ampolas e óleos que permitem a realização do procedimento nas residências.

2) A água quente do banho interfere na transação dos fios?

Verdade. A água quente resseca tanto a pele, quanto o couro cabeludo. O que também pode acontecer é o efeito rebote: muita oleosidade no cabelo. Como a pele resseca com a alta temperatura da água, as glândulas sebáceas tentam compensar produzindo muito óleo.

Mas isso não significa que você precisa tomar banho frio. A opção é banhar-se com água morna.

3) Reparação é o mesmo que hidratação?

Mito. É preciso cuidado na hora de escolher o produto e o objetivo desejado.

Hidratar significa manter a água no cabelo. Uma pele bem hidratada é aquela que consegue reter o mineral por muito tempo; o mesmo raciocínio serve para o cabelo. Normalmente, as linhas voltadas para a hidratação tendem a manter a água nos fios.

Reparação diz respeito à reposição de nutrientes, de aminoácidos, de massa. Ela é boa para cabelos com algum dano maior, além do ressecamento.

4) Óleo é o melhor aliado para a hidratação dos fios?

Verdade. O óleo é um super aliado para manter a hidratação. Mas é importante lembrar que ele funciona como um complemento para manter o cabelo hidratado. Afinal, ele não consegue reter a água no cabelo, mas a selar as cutículas e a repor levemente os nutrientes dos fios que são perdidos pelo ressecamento do couro. “Ele forma um filme de proteção contra poluentes e perda d’água”, explica Fernanda.

5) Todas as máscaras de hidratação são iguais?

Mito. Cada tipo de máscara tem um objetivo: reparação, restauração e reconstrução.

6) Todas as máscaras devem ser ativadas com calor?

Mito. Há compostos que não foram feitos para serem termoativados. “Se o produto não for do tipo termoativado, o calor não vai diferenciar o efeito da máscara e pode até atrapalhar.”

7) Quem tem química nos fios não consegue hidratá-los como quem não tem?

Verdade. O fio íntegro consegue reter mais água. A química – seja a progressiva ou outro procedimento agressivo – retira massa dos fios, elimina proteínas nutrientes e os danifica. Consequentemente, a hidratação torna-se mais difícil.

8) Máscara hidratante não deve ser utilizada na raiz do cabelo?

Verdade. E na raiz do cabelo que é produzida a hidratação natural dos fios. “O couro cabeludo tem a sua hidratação natural. Não precisa colocar mais”, lembra Fernanda.

9) A babosa age no cabelo?

Verdade. A babosa é um produto natural que pode ajudar a nutrição do cabelo. “O problema de usar produtos naturais é que suas moléculas não estão no tamanho ou na proporção ideal para entrar na fibra. Então ele não vai agir da melhor forma possível.”

10) Raiz seca tem solução?

Verdade. A solução é começar com a hidratação pela ingestão de muita água. Outra alternativa é investir no detox capilar. “Às vezes, a raiz não consegue respirar bem porque está com excesso de produtos, de poluentes ou mesmo sujeira do dia a dia.”

11) Usa sempre a mesma máscara vicia os cabelos?

Mito. Nem sempre o cabelo precisa ser reforçado em um único ponto. O ideal é fazer um balanço de que tipo de reforço o seu cabelo precisa no momento. “É difícil um cabelo que só precisa de reparação ou só de nutrição. Se você focar em apenas um tipo de máscara, pode deixar de oferecer outros benefícios que seu cabelo precisa.” Por este motivo seguir um cronograma capilar é importante para que os reforços sejam equilibrados.

12) Quem tem cabelos curtos não precisa hidratar?

Mito. A grande vantagem do cabelo curto é que o caminho entre a raiz e a ponta dos fios é mais curtos para o óleo natural do cabelo. O que não significa que ele não precisa de hidratação.

13) Adicionar ampola na máscara potencializa a hidratação?

Verdade. Porém, é preciso ficar atenta à mistura certa entre a ampola e máscara.

14) O condicionador é suficiente para hidratar o cabelo?

Mito. O condicionador é feito para condicionar os fios. Não é a função dele reter água e trazer nutrientes.

15) A hidratação pode ajudar a evitar a queda de cabelo?

Mito. A queda de cabelo tem a ver com fatores internos, como níveis hormonais e de nutrição, e não com externos como a hidratação. Porém, o procedimento ajuda a evitar a quebra dos fios por torná-los mais saudáveis.

16) Existe diferença entre creme capilar e máscara para hidratação?

Mito. São dois nomes diferentes para o mesmo produto.

 

17) Dormir com óleo reparador aumenta sua eficácia?

Mito. De fato, permitir a ação do óleo nos fios enquanto você realiza outras atividades cotidianas ajuda a deixar o cabelo mais sedoso e macio ao longo do dia. Porém, dormir com o óleo no cabelo permite a proliferação de bactérias e fungos no couro cabeludo por deixar o ambiente úmido e abafado.

18) A hidratação deve ser feita semanalmente?

Verdade. Sete dias é a periodicidade média que o cabelo pede hidratação. Cabelos mais ressecados podem requisitar um intervalo menor; os mais oleosos, um intervalo maior – 20 dias, aproximadamente. Porém, o tempo médio é de uma semana entre uma hidratação e outra.

19) É correto deixar a máscara agindo por mais tempo que o recomendado no cabelo?

Mito. “Se a máscara pede três minutos de ação, são três minutos e ponto”, alerta Fernanda. Deixar o produto agindo além do recomendado pode danificar os fios.

Assista à conversa: