Hacker invade celular do ministro Sergio Moro

O criminoso usou aplicativos e trocou mensagens em nome do ministro por seis horas

Sergio Moro teve o celular invadido por um hacker nesta terça-feira. A Polícia Federal está investigando o caso e o setor de tecnologia foi acionado para ajudar a descobrir de onde partiu o ataque ao ministro da Justiça.

A invasão aconteceu durante seis horas e o criminoso utilizou aplicativos de mensagens. Por volta das 18h, o atual Ministro da Justiça e Segurança Pública do Brasil recebeu uma ligação de seu próprio número, o que causou estranhamento. Quando ele atendeu, não havia ninguém do outro lado da linha.

Logo em seguida, o ex-ministro foi informado que estavam sendo trocadas mensagens por meio do Telegram, aplicativo semelhante ao WhatsApp. O hacker utilizou o app até a 1h da manhã.

Não é a primeira vez que o celular de um ministro é invadido. No ano passado, durante o governo de Michel Temer, os ex-ministros Eliseu Padilha (Casa Civil) e Carlos Marun (Secretaria de Governo) também foram vítimas de golpes cibernéticos semelhantes.

Leia também: Bolsonaro se manifesta pela primeira vez sobre caso Neymar

Lula já pode ir para o regime semiaberto

Vote e escolha as vencedoras do Prêmio CLAUDIA