Clique e assine com até 75% de desconto
Stéphanie Habrich Stéphanie Habrich é empreendedora, apaixonada pelo mundo da educação e do jornalismo infantojuvenil. Fundadora do Joca, único jornal para jovens e crianças do Brasil, ela vai abordar aqui na coluna temas que interligam o contato com as notícias desde a infância e a educação, sempre pensando em como podemos ajudar nossos filhos a serem cidadãos com pensamento crítico.

Como foi escrever um livro sobre a minha trajetória como empreendedora

No livro "Uma Jornada com Propósito" Stéphanie Habrich percorre os caminhos trilhados por quem deseja empreender

Por Stéphanie Habrich Atualizado em 10 nov 2020, 11h36 - Publicado em 10 nov 2020, 11h00

Tenho uma novidade para os leitores que me acompanham nesta coluna! No dia 17 de novembro, lançarei o livro “Uma Jornada com Propósito: como Minha Paixão pelo Jornalismo Infantojuvenil Impacta o Presente (e o Futuro) da Juventude Brasileira”.

A obra conta minha trajetória desde que saí ainda criança da Alemanha, onde nasci, para viver no Brasil, até os dias atuais. E passa, é claro, pela criação e história da Magia de Ler, editora que fundei, em 2007, especializada na publicação de conteúdos infantojuvenis, como o Joca (jornal para jovens e crianças) e as revistas Toca e Peteca (no momento, fora de circulação).

Muito além da minha história pessoal e da jornada da empresa que criei, o livro percorre os caminhos trilhados por quem deseja empreender. É comum que as pessoas, ao depararem com um empresário famoso e bem-sucedido, enxerguem apenas suas conquistas. Mas, se você já deu ou está dando passos na criação do seu negócio, sabe que os desafios e as dificuldades encontradas são as mais diversas. Em muitos momentos, nos sentimos cansados, frustrados, pensando que somos os únicos empresários do mundo a ter que lidar com uma série de problemas.

A verdade é que até os empreendedores mais famosos da história, como Steve Jobs, tiveram que encarar obstáculos até que a companhia decolasse. Persistência é uma das palavras-chave no empreendedorismo, mas não é a única. Paixão, ao menos no meu caso, foi (e segue sendo) fundamental.

Em “Uma Jornada com Propósito” quero, justamente, mostrar aos leitores quais são os bastidores e os passos (alguns bem-sucedidos, outros nem tanto) dados pela Magia de Ler na conquista de seu espaço no mercado. E como ter um propósito claro e firme faz toda a diferença nessa caminhada.

Quando lancei o jornal Joca, em novembro de 2011, a cultura de jornalismo infantojuvenil era bastante restrita no Brasil. Muitas vezes, eu ligava para as escolas para oferecer a assinatura da publicação e ouvia as pessoas se referirem ao Joca como um “jornalzinho”, algo sem tanta importância. Hoje, porém, percebo que a sociedade encara veículos de imprensa para crianças e adolescentes como ferramentas úteis para desenvolver o senso crítico, o entendimento de mundo e o hábito da leitura.

Continua após a publicidade

Atualmente, estamos presentes em mais de 300 escolas da rede privada pelo território brasileiro, além de em dezenas de escolas públicas. São mais de 30 mil leitores diretos do Joca – soma-se a essa conta o rodízio feito nas salas de aula de redes públicas, em que um exemplar costuma ser lido por cinco ou mais estudantes.

Inúmeros são os casos de transformação que o contato com notícias da atualidade – e o entendimento de mundo a partir disso – geram em nossos jovens leitores (e em quem os cerca). Em 2020, nove anos após a criação do Joca, temos uma equipe sólida, qualificada e muito empenhada em trabalhar para que o jornal (e a Magia de Ler, como um todo) cresça cada vez mais.

Costumo dizer que escrever o livro “Uma Jornada com Propósito” foi um processo de cura. Pude revisitar os acontecimentos mais marcantes da minha vida e processar melhor diversas passagens. Ainda tive a sorte de escrever o livro junto a duas jornalistas que trabalham comigo há anos e por quem tenho profundo carinho e admiração: Débora Lublinski e Maria Carolina Cristianini. Conforme íamos conversando sobre a minha vida, elas contavam sobre questões parecidas que já tinham enfrentado. Essa troca se mostrou extremamente terapêutica e marcante – certamente, minha parte favorita em todo o processo de “gerar” um livro.

Finalmente, é um grande orgulho lançar um livro como esse. Em 2020, a editora Magia de Ler completou 13 anos de existência. Nosso principal objetivo sempre foi criar conteúdos de qualidade que ajudassem a formar uma geração de jovens mais crítica, consciente e bem informada. Coincidência ou não, a ideia de escrever “Uma Jornada com Propósito” também surgiu por causa de três jovens.

Quando a empresa nasceu, meus dois filhos mais velhos eram pequenos. O terceiro chegou ao mundo quando a companhia já existia. Isto é: eles acompanharam de perto a trajetória da editora, mas, por ainda serem muito novos quando tudo começou, não tinham condições de entender o que estava acontecendo. Agora que chegaram à adolescência, quero que o livro os leve a compreender melhor a jornada da Magia de Ler – e minha caminhada empreendedora. Espero que a obra os inspire e os estimule a acreditar nos seus sonhos, cultivando a dedicação necessária para ir atrás do que desejam. Com muito propósito e paixão.

“Uma Jornada com Propósito: como Minha Paixão pelo Jornalismo Infantojuvenil Impacta o Presente (e o Futuro) da Juventude Brasileira”
Data: 17/11 lançamento online
Horário: 17h
Plataforma: página do jornal Joca no Facebook
Saiba mais: lojadojoca.lojavirtualnuvem.com.br

Continua após a publicidade
Publicidade