Flacidez no pescoço, como evitar ou tratar?

O início de tudo é boa alimentação e hábitos saudáveis

É curioso que existe um livro chamado “Eu Odeio Meu Pescoço” e certamente esse é o sentimento da maioria das mulheres, principalmente após os 50 anos, quando se trata de seu próprio pescoço.

O pescoço é colocado em segundo plano em relação ao rosto e, quando vamos olhar com atenção, ele já está flácido, enrugado, vermelho e manchado.

É fácil notar que essa região tem pouca sustentação, está sempre exposta ao sol e poluição e, mais do que isso, tem linhas horizontais muito marcantes.

Como podemos tratar o pescoço para evitar seu envelhecimento precoce? O início de tudo, embora pareça lugar-comum, é ter uma boa alimentação e hábitos saudáveis. Evitar alimentos inflamatórios como os carboidratos e gorduras trans em excesso. Priorizar alimentos antioxidantes, como verduras verdes e frutas vermelhas, e preservar o equilíbrio, não esquecendo da ingestão de proteínas. Nesse sentido é possível associar a ingestão de colágeno hidrolisado, em especial quando houver estímulo adicional por meio de tratamentos específicos.

Em seguida, a avaliação é personalizada: quando o pescoço está manchado, podemos usar peelings químicos. Se o pescoço estiver muito avermelhado, são indicados lasers que amenizam esse eritema excessivo. Quando o pescoço está muito flácido, pode ser tratado com ultrassom microfocado, que emite uma energia alta e que chega a níveis profundos da pele, contraindo a fáscia muscular. O calor liberado por essa energia estimula a formação de colágeno, tonificando a pele. As rugas horizontais muito marcadas e definidas são tratadas com preenchimento de ácido hialurônico.

No pescoço, usamos frequentemente a técnica de bioestimulação, onde diluímos substâncias como o ácido polilático ou a hidroxiapatita de cálcio e injetamos de forma equilibrada e homogênea na pele como um todo. Há nesse caso um forte estímulo à produção de mais colágeno.

Também podemos utilizar lasers polivalentes como o Fotona para tratar o pescoço com a técnica 4D, que renova (1), tonifica (2), melhora (3) o avermelhamento e ameniza (4) as rugas.

Em geral, são necessárias três sessões para um bom resultado. Prevenir e tratar é uma boa forma de não vir a odiar o seu pescoço.

Leia também: Toxina botulínica pode ser usada em rugas e cicatrizes