Clique e assine Claudia a partir de R$ 8,90/mês
Cynthia de Almeida Por Mulher S.A. Coluna da jornalista e estudiosa do comportamento feminino Cynthia de Almeida

Fantasmas digitais

Para RHs, causa estranhamento profissionais que não estão nas redes sociais

Por Cynthia de Almeida - 19 dez 2017, 17h03

“Estou enviando currículos em busca de uma vaga. Me disseram para tomar cuidado com o que publico nas redes sociais, pois os recrutadores estão de olho nos nossos posts… Devo sair do Facebook, do Instagram etc.?”

É verdade que os seus rastros digitais, todo o tipo de informação publicada nas redes, farão, mesmo involuntariamente, parte do seu “currículo”. Ou seja, podem revelar mais sobre quem você é ou pelo menos parte dos seus hábitos e comportamento.

Impossível não serem levados em conta por seus potenciais empregadores. Nem é preciso recomendar que o bom senso impere na sua timeline, certo?

Na dúvida sobre o que postar, evite, em primeiro lugar, qualquer foto ou comentário que você teria problemas de mostrar para a sua avó. E, em segundo, fuja das tretas e opiniões radicais sobre qualquer tema delicado.

Continua após a publicidade

Mas, importante, não se delete: não estar em nenhuma rede social não é visto com bons olhos pelos RHs. No mínimo, convém manter a presença em redes profissionais, como o LinkedIn. Ser um “fantasma digital”, dizem os consultores de departamentos pessoais, é visto como um comportamento singular e… algo suspeito!

Publicidade