O poder das histórias para transformar a sua vida financeira

"Afinal, como você pode assumir o controle da sua grana, se não acredita na sua própria capacidade de fazê-lo?"

Contar histórias faz parte da nossa natureza. Tudo o que acontece em nossas vidas se torna, inevitavelmente, uma história. Você levou uma fechada no trânsito? Aquele motorista é uma pessoa horrível. Foi preterida na hora de assumir um novo projeto importante no trabalho? É melhor ficar de olho, pois o seu novo gerente pode estar favorecendo aquele seu colega.

No entanto, raramente temos as informações completas para construir uma história mais acurada. O motorista que te fechou poderia estar correndo para buscar o filho que levou um tombo na escola. O seu gerente pode ter simplesmente achado que o seu perfil seria mais adequado para outro projeto. E assim por diante.

O problema é que se não temos oportunidade para questionar estas histórias que criamos, elas logo se tornam crenças – pressupostos básicos que assumimos como verdadeiras.

Antes que você se pergunte o que estas histórias e crenças têm a ver com a sua vida financeira, peço que você se questione: quais são as histórias que você conta a si mesma quando o assunto é grana?

Ao longo da minha experiência, as crenças mais frequentes entre mulheres sobre dinheiro são:

  • Eu não entendo nada sobre dinheiro
  • Dinheiro é sujo e quem tem muito fez algo de errado, ou deu muita sorte
  • Nunca sobra dinheiro, então nunca vou conseguir sair deste ciclo eterno de ficar pagando boletos
  • Eu sou ruim de matemática e não levo jeito para cuidar das minhas finanças
  • Dinheiro na mão é vendaval…
  • Controlar dinheiro é chato – não faz parte da minha personalidade

Você se reconheceu em alguma delas? Agora perceba como elas são limitantes. Ao assumirmos elas como reais, acabamos com qualquer possibilidade de termos uma relação mais saudável com seu dinheiro. Estas histórias, que a pesquisadora Brené Brown chama de fabulações, podem causar enormes danos ao nosso amor próprio. Afinal, como você pode assumir o controle da sua grana, se não acredita na sua própria capacidade de fazê-lo?

Por isso, sugiro que você tire um tempo para pensar e descobrir quais são as histórias que você conta a si mesma sobre o seu dinheiro. O fato de você não ter conseguido guardar dinheiro até agora, ou quitar as suas dívidas, não diz nada a respeito do seu futuro – apenas do seu passado. 

Quer algumas sugestões de histórias de prosperidade?

  • Quem controla os gastos sempre consegue guardar dinheiro
  • Se tenho disciplina no trabalho e nos cuidados com meu corpo, também posso ter com relação à minha grana
  • Aprendi coisas muito mais difíceis nesta vida do que a guardar dinheiro
  • E assim por diante

Se você quer transformar a sua relação com seu dinheiro, você precisa começar olhando para dentro e buscar construir novas histórias sobre dinheiro.

Para ler mais sobre finanças, acesse o Finanças Femininas.

Leia também: O poder da gratidão

5 dicas para quitar as dívidas

VOTE no Prêmio CLAUDIA e escolha mulheres que se destacaram 

Comentários
Deixe um comentário

Olá,

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s