Clique e assine Claudia a partir de R$ 5,90/mês
Ana Claudia Paixão A jornalista e editora digital de CLAUDIA, Ana Claudia Paixão (@anaclaudia.paixao21) fala de filmes, séries e histórias de Hollywood.

A força de Catherine Oxenberg contra a seita NXIVM

A luta da atriz para salvar a filha India foi determinante para acabar com o esquema de escravidão e exploração sexual da NXIVM

Por Ana Claudia Paixão - 14 out 2020, 13h36

Para quem cresceu nos anos 1980, o rosto de Catherine Oxenberg ficou marcado por sua participação na série novelesca, Dynasty (Dinastia). De sangue nobre (é prima de segundo grau do príncipe Charles) e de beleza inegável, Catherine virou um exemplo de determinação e empenho por Justiça. Isso porque ela foi incansável em salvar sua filha, India, do envolvimento na seita NXIVM.

Foi vitoriosa e hoje é essencial no processo contra os líderes do culto. Sua experiência foi retratada na série The Vow, exibida na HBO, que cobriu todos os esforços dos ex-membros não apenas de salvar as vítimas como também para punir os responsáveis.

Catherine é filha da princesa Elizabeth, da Iugoslávia, e do americano Howard Oxenberg. Nascida nos Estados Unidos, mas criada na Inglaterra, ela estreou na carreira de atriz justamente interpretando a ex-mulher de seu primo Charles, a princesa Diana, em um filme feito para TV, em 1992.

Virou notícia quando se casou com um dos maiores produtores de Hollywood, Robert Evans, mas a união só durou nove dias e foi anulada. Depois se casou com o ator Casper Van Dien, com quem teve duas filhas, e estrelou um reality show exibido nos Estados Unidos (I Married with a Princess). Sua primogênita, India Riven Oxenberg, nasceu de um relacionamento com o contrabandista e traficante condenado, William Weitz Shaffer. Após a separação de Casper, em 2015, Catherine foi apresentada a Keith Raniere, líder do “programa de sucesso executivo” NXIVM. Empolgada com a proposta de evolução pessoal, e sem identificar que era na verdade uma seita, Catherine envolveu India nas atividades. Assim começou o pesadelo de mãe.

Catherine se afastou do culto, mas India se recusou a desistir. A atriz tentou de tudo, mas o contato entre mãe e filha foi praticamente cortado. Assim, ela foi para a imprensa denunciar as atividades suspeitas da NXIVM e escreveu o best-seller Captive: A Mother’s Crusade to Save Her Daughter from a Terrifying Cult. A campanha liderada por Catherine é a base do impressionante documentário da HBO, que foi dirigido por Jehane Noujaim e Karim Amer.

Continua após a publicidade

Catherine conseguiu salvar India. Em The Vow, há um momento em que a atriz tem que escolher entre denunciar a seita para o FBI, colocando em risco a própria filha. “Prefiro minha filha presa do que nas mãos das pessoas desse culto”, desabafa chorando. “Se India tivesse me escutado e saído comigo, em 2017, nós teríamos saído de braços dados, mas Keith Raniere ainda estaria livre, marcando e explorando mulheres sexualmente. Foi apenas porque ela se recusou que mudei minha estratégia. Se não poderia tirá-la, eu tinha que destruir toda a organização”, Catherine disse à Variety.

O reencontro das duas não foi registrado em The Vow por uma decisão pessoal de Catherine. Segundo a atriz, diante da lavagem cerebral pela qual a filha tinha passado e a desconfiança que ainda tinha, ela não poderia manter as câmeras por perto. A reconciliação não pôde ser pública.

Se The Vow é sobre a luta de Catherine, a história de India agora será contada no Starz, com o documentário Seduced: Inside the NXIVM Cult. A série tem quatro capítulos e estará disponível no dia 15 de novembro no Brasil, também através do serviço de streaming Starzplay.

Para quem acompanhou The Vow, dentro da seita foi criado um grupo que se dizia formado para empoderar mulheres, o DOS. Na verdade, era um projeto de escravidão e exploração sexual. As participantes eram marcadas na pele com ferro de cauterização com as iniciais de Keith Raniere e da atriz, Allison Mack (atualmente presa). Allison era a “mestre” de India e a explorava. A nova série traz o depoimento em primeira pessoa de India, que fala da sedução, da doutrinação, da escravidão e da fuga da seita.

Catherine e India foram cruciais para levar Keith Raniere e suas cúmplices à prisão. Ele tem sua sentença marcada para o dia 27 de outubro e pode ser condenado à prisão perpétua. Uma das herdeiras da Seagram, Clare Bronfman, que investiu milhões na seita, foi a primeira das líderes da NXIVM a ser condenada. Sua sentença é de um pouco menos de sete anos atrás das grades.

A força de Catherine de reconhecer seus erros e lutar para corrigi-los é uma das qualidades de The Vow. Seduced: Inside the NXIVM Cult será a continuação essencial para entender o grande perigo em muitos dos cursos de autoajuda, que deturpam ensinamentos e se aproveitam da vulnerabilidade de pessoas.

Continua após a publicidade
Publicidade