Todos os tons de pele: por mais linhas de maquiagem que contemplam a sua cor

Porque o que é nude pra mim, pode não ser pra você

Na mesma época que a modelo sudanesa Nykhor Paul escreveu um manifesto sobre como até hoje os maquiadores de moda ainda não sabem lidar com a pele negra, uma marca brasileira lança uma coleção abrangente para a pele. São 12 cores de bases que se encaixam desde a pele mais clarinha até as mais escuras em até 50 cores diferentes.

“Queridas pessoas brancas do mundo da moda! Por favor, não me levem à mal, mas está na hora de vocês entenderem de uma vez como lidar com nossa pele! Por que eu tenho que trazer minha própria maquiagem para um desfile profissional quando todas as outras garotas brancas não precisam fazer nada além de aparecer?”, disse Nikhor em seu desabafo.

A iniciativa de lançar uma paleta de cores diversas é dez! E a CLAUDIA apoia mais iniciativas como essa no Brasil.

Mas, só isso não basta. Agora que você já tem o tom ideal, precisa de uma make perfeita! Confira as dicas exclusivas cedidas pela maquiadora do O Boticário, Isa Spironelli:

Descubra qual a cobertura ideal

Primeiro, você precisa escolher qual o tipo é o melhor para você. Ente BB Cream, base e hidratante com cor: entenda as diferenças entre os três produtos. E ela completa “para maior cobertura, prefira a base. Mas lembre-se que são as camadas que te trazem o resultado desejado, não a quantidade”.

Depois vem a tonalidade. Nada de medir pela mão! Na hora de escolher a cor ideal, veja a partir do seu colo. A mesma coisa com o corretivo, que pode ser escolhido a partir da cor do colo. “Mas os corretivos são um pouco mais complexos. Aplique-os sobre a área desejada para testá-los e, se a sua intenção é cobrir as olheiras, prefira tons mais rosados que deixam a área mais iluminada”, diz a maquiadora.

Aplicação

Truques e dicas são sempre bem-vindos nessa hora! Lição de beleza: escolha o pincel certo para os efeitos desejados e espalhe os produtos de maneira correta.

Para passar a base, Isa espalha com um pincel e por último dá umas batidinhas na zona T do rosto para uma aplicação mais uniforme. E ela dá a dica: “Faça isso com o seu dedo anular, que é mais leve”. A mesa coisa com o corretivo: comece com o pincel e finalize, de leve, com o dedo. Assim você economiza produto e tem uma cobertura mais uniforme.

DICA EXTRA: escolha um blush mais alaranjado e passe com um pincel de base. “Quanto maior o espaço entre as cerdas, menos produto é aplicado. Por isso que quando você dá uma cor nas bochechas com esse pincel fica mais natural”, completa.

Finalização

“Quando você usa a base, não precisa passar pó no rosto todo”, comenta. “A brasileira tem o costume de deixar a pele tão matificada com medo da oleosidade, que às vezes fica até sem brilho e viscosidade” conta a profissional. Ou seja, aplique o pó somente na zona T depois da base. E no resto do rosto, apenas passe o pincel, de leve.

E uma última dica: antes de passar o pincel com um pouquinho de pó nos olhos, aplique um iluminador na pálpebra. Tira um pouco do escuro da área e te dá um olhar muito mais iluminado e saudável. Arrase!